Athletico Parananense

Sem torcida única: Coritiba anuncia 4 mil ingressos para final contra o Athletico

O Coritiba anunciou, nesta segunda-feira (8), em seu site oficial que sua torcida terá direito à 4 mil ingressos para o clássico contra o Athletico. As informações são do Paraná Portal.

A final da Taça Dirceu Krüger, o segundo turno do Campeonato Paranaense 2019, está marcada para essa quarta-feira (8), às 21h30, na Arena da Baixada.

Os vouchers serão vendidos nos valores de R$ 100 e R$ 50 (meia entrada) e terão que ser trocados pelos ingressos no dia do jogo (veja abaixo onde).

As vendas começaram hoje (8), das 15h às 21h, na loja “Sou 1909”, na Rua Mauá, e nas bilheterias do portão 1 do Couto Pereira. Já nesta terça-feira (9), os torcedores podem comprar os ingressos nos mesmos locais a partir das 9h até às 17h.

O pagamento deve ser feito em dinheiro ou no cartão de débito. Vale lembrar que, quem adquirir a meia entrada, terá que apresentar o documento de comprovante no acesso ao estádio (carteira nacional de estudante, carteira de doador de sangue, documentos de professor, identidade para maiores de 65 e menores de 12).

TROCA DO VOUCHER E BIOMETRIA

Os vouchers deverão ser trocados por ingressos na quarta-feira (10), entre 9h e 20h, nas bilheterias da rua Petit Carneiro, na Arena da Baixada.

Além disso, os torcedores alviverdes (que ainda não tiverem) deverão realizar a biometria no sistema utilizado pelo Furacão.

PRIMEIRA FASE TEVE TORCIDA ÚNICA

Athletico e Coxa se enfrentaram pela quarta rodada da Taça Barcímio Sicupira, o primeiro turno do Estadual. Apesar do pedido da diretoria alviverde pelo direito aos 10% dos ingressos destinados à torcida visitante (como prevê o regulamento da competição), o Furacão não cedeu.

O clube do Alto da Glória entrou uma ação no Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) e acabou punindo o Rubro-Negro. O presidente Luiz Sallim Emed recebeu uma suspensão de 360 dias, enquanto o Athletico foi multado em R$ 200 mil. O valor acabou sendo reduzido para R$ 100 mil após o recurso athletico no STJD.

Depois disso, o clube soltou uma nota oficial criticando o TJD-PR. Em novo julgamento, Lauri Pick, que tinha assumido o cargo de presidente após a suspensão de Sallim Emed, também acabou suspenso – dessa vez por 375 dias – e sofreu uma multa de R$ 60 mil.

Com toda essa novela, o segundo vice-presidente, Márcio Lara, quem assumiu a função de presidente e trabalha ao lado do presidente do Conselho Deliberativo, Márcio Celso Petraglia.

Foto da Arena na final do Paranaense 2018. Torcida do Coxa (esq.) esteve no estádio rubro-negro. Foto: Geraldo Bubniak /AGB

Escreva um comentário