Bombando

MP investiga peça de teatro escrita por Greca e bancada com dinheiro público

No valor de R$ 34 mil, espetáculo fez parte da comemoração dos 326 anos de Curitiba.

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) está investigando se o prefeito de Curitiba descumpriu lei ao patrocinar com dinheiro público peça teatral de sua autoria. O espetáculo foi apresentado em onze espaços públicos da cidade. A assessoria de imprensa da Prefeitura de Curitiba já havia confirmado que o espetáculo custou R$ 34 mil. Ainda segundo a assessoria, a contratação do serviço aconteceu sem licitação ou uso de leis de incentivo. Conforme a prefeitura, o caso não fere a legislação.

A peça fez parte das comemorações do aniversário de Curitiba e foi bancada pela Fundação Cultural de Curitiba. Na época, o prefeito comentou o caso em entrevista à RPCTV. “A peça que eu escrevi é um presente meu e de Margarita, de 15 minutos. É uma aula de história para Curitiba. Eu tenho o direito de dar aula de história. Os outros que façam as suas peças e apresentem”, disse, apesar de ser o único com poder para usar o dinheiro da prefeitura para executar sua obra.

Embora o prefeito tenha dito que escreveu o espetáculo, o dramaturgo que foi diretor e roteirista da peça, Edson Bueno, nega. Ele afirma que o prefeito apenas contribuiu com detalhes da história, pois, segundo ele, “somente Greca teria profundo conhecimento sobre o tema”, negando assim a possibilidade de consulta a historiadores, pesquisadores e professores da cidade.

A Prefeitura se posicionou sobre o caso por meio de nota oficial:

“”A Prefeitura de Curitiba vai prestar os esclarecimentos solicitados pelo Ministério Público. As ações envolvendo o ‘Auto da Fundação de Curitiba’ foram realizadas no estrito cumprimento da legislação e no melhor interesse de promover a cultura e a divulgação da história da capital, durante as festividades de comemoração dos seus 326 anos”

Escreva um comentário