Cidades

Ameaça de massacre em colégio de Mandirituba era ‘brincadeira’ de adolescente

Na manhã desta sexta-feira (12), pânico se instalou no Colégio Estadual João Afonso de Camargo, localizado no bairro Areia Branca de Assis em Mandirituba, região metropolitana de Curitiba (RMC). Após supostas ameaças de massacre circularem pelas redes sociais deixarem pais, alunos e funcionários com medo, a Polícia Militar, a Guarda Municipal, o Conselho Tutelar e Secretaria de Educação do município foram mobilizados para averiguar a situação.

A segurança foi reforçada, trocas de mensagens foram avaliadas, e mochilas revistadas. Felizmente tudo se tratou apenas de uma “brincadeira” de muito mau-gosto de dois alunos que iniciaram o boato pelo Twitter. Desde o massacre de Suzano, há cerca de um mês, o clima de pânico vem facilmente se espalhando com supostas ameaças a escolas e universidades de todo o país. “Brincadeiras” como essa, atrapalham o serviço das forças policiais, portanto é necessário muita responsabilidade em divulgar informações pelas redes sociais e não espalhar boatos.

Os dois alunos, que são menores de idade, assinaram o boletim de ocorrência, e o conselho tutelar tratará da questão com os pais desses alunos. O desafio agora será restabelecer a normalidade depois desse susto, e esclarecer para pais e alunos que nunca houve nenhuma ameaça concreta.

(Foto:Divulgação/PMM)

Escreva um comentário