Athletico Parananense

Athletico atropela Londrina, vai à semi e segue na busca do tri paranaense


Athletico atropela Londrina, vai à semi e segue na busca do tri paranaenseO Athletico goleou o Londrina por 5 a 0 nesta quinta-feira (23) e avançou com moral à semifinal do Campeonato Paranaense.

A partida foi realizada na Arena da Baixada, em Curitiba, com portões fechados por conta do protocolo de segurança estadual no combate à pandemia da covid-19.

Avassalador, o Furacão consolidou o placar elástico ainda no primeiro tempo, com gols de Nikão e Guilherme Bissoli (duas vezes/cada) e Marquinhos Gabriel.

Atual bicampeão estadual, o Furacão encara na semifinal o FC Cascavel, que também avançou ao grupo dos quatro melhores do campeonato com autoridade (8×0 no placar agregado sobre o Rio Branco nas quartas de final).

A Federação Paranaense de Futebol (FPF) ainda não homologou os jogos da próxima fase, mas a tendência é que o primeiro jogo aconteça já no próximo final de semana. Por estar na frente na classificação geral, o FC Cascavel tem a vantagem de decidir em casa. Desta forma, o jogo de ida da semifinal será na Capital.

DEZ FINALIZAÇÕES, CINCO GOLS

Em casa, o Athletico iniciou a partida apresentando maior qualidade de jogo em relação ao último encontro entre os times, onde os comandados do técnico Dorival Júnior pouco aproveitaram as várias chances de gol criadas e, ainda sem ritmo de jogo, cederam o empate na reta final da partida.

Logo aos 2 minutos, Carlos Eduardo se aproveitou da saída de jogo errada da defesa do Londrina e finalizou, mas errou o alvo. Nos minutos seguintes viria o primeiro gol do jogo.

Após bate-rebate na área londrinense aos 4, Nikão, mesmo desequilibrado, finalizou de voleio e encobriu o goleiro Matheus Albino: 1×0.

https://platform.twitter.com/widgets.js

Solto no jogo, o Furacão seguiu povoando o campo adversário e envolveu o time do interior com rápidas trocas de passe. Dessa forma, o Rubro Negro ampliou o placar: em jogada iniciada com belo passe de Nikão, Erick finalizou com perigo pela direita. No rebote do goleiro, Marquinhos Gabriel não desperdiçou.

Aos 13, Abner Vinícius arriscou de média distância e por muito pouco não marcou o terceiro, obrigando Matheus Albino a espalmar para escanteio.

A primeira finalização do Londrina veio apenas aos 15 minutos com Ruster, mas Santos defendeu com tranquilidade.

Mesmo timidamente, a equipe visitante até tentava sair do abafa athleticano, mas com pouca efetividade do meio de campo para frente. Acuado, o Tubarão virou presa fácil. Com 20 minutos, Matheus Albino espalmou a finalização de Marquinhos Gabriel para o meio da área e a bola encontrou Nikão. Com categoria, o atacante só escolheu o canto e balançou as redes mais uma vez: 3×0.

Implacável, o Atlhetico seguiu mandando no jogo e capitalizando boas chances de dilatar o placar, principalmente com Nikão e Bissoli.

Ainda na reta final da primeira etapa praticamente perfeita, o Athletico ainda teria tempo para mais gols. Em cobrança precisa de escanteio aos 39, Marquinhos Gabriel encontrou Bissoli, que de cara para o gol e livre de marcação estufou as redes. O mesmo Bissoli, aos 41, recebeu de Nikão e tocou por cobertura na saída de Matheus Albino: 5×0.

Mesmo diante de uma desvantagem quase que irreversível, o Londrina voltou para a etapa complementar com uma postura diferente, tentando buscar o jogo, mas pouco exigindo do goleiro Santos.

Goleiro Santos (ao centro) foi pouco exigido no jogo de volta das quartas de final contra o Londrina. Foto: Divulgação/Londrina

As melhores chances seguiam com o Furacão, mas o goleiro Matheus Albino seguia evitando uma goleada histórica na Baixada – assim como o travessão, que balançou aos 32 após chutaço de Nikão.

NA BRIGA PELA ARTILHARIA DO ESTADUAL

Com os dois gols anotados nesta quarta-feira (23), Nikão e Bissoli chegaram a quatro gols na competição e entraram de vez na briga pela artilharia do Campeonato Paranaense. 

Lucas Tocantins, do FC Cascavel – próximo adversário do Furacão – e o também athleticano Pedrinho têm seis gols. Pedrinho, no entanto, pertence ao time de aspirantes e possivelmente não seja mais aproveitado na competição, já que o técnico Dorival Júnior tem levado força máxima a campo na reta final do Estadual.

TUBARÃO JUNTA OS CACOS E MIRA SÉRIE C

Sem conseguir emplacar a mesma postura ofensiva e entrega do jogo de ida, com a eliminação no Paranaense o Londrina busca se recompor para a estreia da equipe no Brasileiro da Série C. No grupo B da competição, o primeiro desafio do Tubarão será no dia 10 de agosto, às 20h, diante do Criciúma, em Londrina.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Paranaense 2020

Quartas de final – jogo de volta

Athletico 5×0 Londrina

Horário: 17h

Local: Arena da Baixada, em Curitiba

Gols: Nikão (3 e 20 do 1ºT), Marquinhos Gabriel (6 do do 1ºT), Guilherme Bissoli (39 e 41 do 1ºT) 

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques, auxiliado por Weber Felipe Silva e André Luiz Severo

Athletico: Santos; Erick, Lucas Halter, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Wellington (Kawan); Léo Cittadini; Marquinhos Gabriel (Bruno Leite), Carlos Eduardo (Vitinho) e Nikão; Guilherme Bissoli. Técnico: Dorival Júnior

Londrina: Matheus Albino; Rai Ramos, Cristian, Zé Pedro e Felipe Camillo; Marcondes, Ruster Santos (Caio Bacarin) e Luan Marchiori; Matheus Bianchi, Junior Pirambu (Juan) e Uelber (Danilo). Técnico: Alemão

Rafael Nascimento – Paraná Portal

Escreva um comentário