Author

Redação

Browsing


Nesta segunda-feira (30), a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba retoma a vacinação contra a gripe para pacientes idosos que estão acamados e que já são acompanhados pelas equipes das Unidades Básicas de Saúde.

Além deles, idosos que vivem em instituições e casas de repouso também recebem a imunização nas residências.

Já na quinta-feira (02), a vacinação para os idosos acima de 80 anos será retomada, mas os pontos de imunização ainda serão definidos.

A vacinação para as outras faixas etárias da população idosa (60-69 e 70-79 anos) deve ser retomada aos poucos, para evitar aglomerações.

CBN Curitiba


O Senado vota nesta segunda-feira (30) o pagamento de um auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600, destinado aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa.

O presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), continua se recuperando após ser diagnosticado com o novo coronavírus.

Por isso, quem tem comandado as sessões remotas é o vice-presidente, senador Antonio Anastasia (PSD-MG). A sessão está prevista para ocorrer às 16h.

AUXÍLIO PARA TRABALHADORES INFORMAIS DEVE SER APROVADO SEM OBJEÇÕES

Pelas manifestações de senadores nas redes sociais, a expectativa é que a medida seja aprovada sem objeções.

Inicialmente, na primeira versão do relatório, o valor proposto era de R$ 500. Após negociações com o líder do governo, deputado Vitor Hugo (PSL-GO), o Executivo decidiu aumentar para R$ 600.

O auxílio é voltado aos trabalhadores informais (sem carteira assinada), às pessoas sem assistência social e à população que desistiu de procurar emprego.

A medida é uma forma de amparar as camadas mais vulneráveis à crise econômica causada pela disseminação da covid-19 no Brasil, e o auxílio será distribuído por meio de vouchers (cupons).

Agência Brasil


O Paraná registrou mais 16 casos de coronavírus nas últimas 24 horas, segundo boletim divulgado neste domingo (29) pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde).

Os novos casos confirmados foram registrados em oito homens e oito mulheres com idades entre 23 e 66 anos, residentes nos municípios de Curitiba (1), Umuarama (1), Londrina (2), Medianeira (1), Contenda (1), Peabiru (1), São José dos Pinhais (1), Maringá (1), Cascavel (1), Marechal Cândido Rondon (1), Terra Rica (1) e Foz do Iguaçu (3).

Outro paciente residente na Venezuela, mas que realizou seu exame no Paraná também testou positivo para a doença.

A Sesa ainda investiga outros 696 casos suspeitos e já descartou outros 2.580 pessoas, desde o início do monitoramento em março deste ano.

A Sesa ainda anunciou que a partir da última sexta-feira (26), implantou um sistema junto ao Lacen/PR (Laboratório Central do Estado) para a contabilidade dos dados de todas as notificações que forem recolhidas dentro do estado, dessa forma possibilitando uma análise mais rápida e precisa dos números totais da doença.

Curitiba (73), Cianorte (7), Foz do Iguaçu (10), Maringá (8, dos quais dois óbitos), Cascavel (8), Londrina (7), Pinhais (3), Ponta Grossa (3), Pato Branco (2), Campo Largo (2), Guaíra (2), Paranavaí (2), Campo Mourão (2), Colombo (1), Telêmaco Borba (1), Faxinal (1), Rio Negro (1), Guarapuava (1), Iretama (1), União da Vitória (1), Umuarama (2), Mariópolis (1) e Quatiguá (1), Medianeira (1), Contenda (1), Peabiru (1), São José dos Pinhais (1), Marechal Cândido Rondon (1), Terra Rica (1), Castro (1), além de pacientes de São Paulo (3), Brasília (1) e Venezuela (1).

CASOS DE CORONAVÍRUS POR MUNICÍPIO NO PARANÁ

  • Curitiba: 73
  • Foz do Iguaçu: 10
  • Maringá: 8
  • Cascavel: 8
  • Cianorte: 7
  • Londrina: 7
  • Ponta Grossa: 3
  • Pinhais: 3
  • Guaíra: 2
  • Paranavaí: 2
  • Pato Branco: 2
  • Campo Largo: 2
  • Campo Mourão: 2
  • Umuarama: 2
  • Faxinal: 1
  • Colombo: 1
  • Guarapuava: 1
  • Rio Negro: 1
  • Telêmaco Borba: 1
  • Iretama: 1
  • União da Vitória: 1
  • Medianeira: 1
  • Quatigá: 1
  • Mariópolis: 1
  • Contenda: 1
  • Peabiru: 1
  • Terra Rica: 1
  • Castro: 1
  • Marechal Cândido Rondon: 1

Jorge de Sousa – Paraná Portal


Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados neste domingo (29), os casos de coronavírus no Brasil ultrapassaram a marca de 4 mil casos e chegaram a marca de 4.256 pessoas infectadas.

Além disso, nas últimas 24 horas, 22 pessoas morreram pela doença em todo país, totalizando 136 óbitos no território nacional.

Esses número registram uma taxa de mortalidade de 3,2% em todo país.

Foram registrados novos óbitos pelo coronavírus nos estados da Bahia (1), Ceará (4), Distrito Federal (1), Rio de Janeiro (4), Rio Grande do Norte (1) e São Paulo (14).

Em relação ao boletim divulgado pelo Ministério da Saúde no último sábado (28), Bahia, Distrito Federal e Rio Grande do Norte registraram suas primeiras mortes.

Jorge de Sousa – Paraná Portal


O motorista de aplicativo Adilson da Silva foi encontrado morto em uma estrada de Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba, na madrugada deste domingo (29).

Segundo a PMPR (Polícia Militar do Paraná) ainda não há informações sobre a causa da morte do motorista de 70 anos.

O carro de Adilson também era licenciado para prestar serviços de taxistas e foi encontrado abandonado pela PCPR (Polícia Civil do Paraná) no bairro Santa Quitéria, em Curitiba.

Ainda de acordo com a Polícia Civil a investigação do caso era de responsabilidade da Delegacia de Campo Largo.

Jorge de Sousa – Paraná Portal


O Ministério da Saúde divulgou em pronunciamento em suas redes sociais neste sábado (28) que as mortes por coronavírus no Brasil chegaram a 111 ocorrências, sendo que mais 3904 pessoas estão contaminadas pela doença.

Esse foi o segundo dia com o maior número de casos confirmados (487), perdendo apenas para a última sexta-feira (27), quando 502 ocorrências da doença foram registradas.

Analisando os óbitos, foram 19 novas mortes confirmadas, incluindo as duas primeiras no Paraná e a primeira no Piauí.

CORONAVÍRUS: DADOS DA COVID-19 POR ESTADO

  1. São Paulo: 1.406
  2. Rio de Janeiro: 558
  3. Ceará: 314
  4. Distrito Federal: 260
  5. Minas Gerais: 205
  6. Rio Grande do Sul: 197
  7. Santa Catarina: 184
  8. Paraná: 133
  9. Bahia: 128
  10. Amazonas: 111
  11. Pernambuco: 68
  12. Goiás: 56
  13. Espírito Santo: 53
  14. Rio Grande do Norte: 45
  15. Mato Grosso do Sul: 34
  16. Acre: 25
  17. Pará: 17
  18. Sergipe: 16
  19. Maranhão: 14
  20. Alagoas: 14
  21. Paraíba: 14
  22. Mato Grosso: 13
  23. Roraima: 12
  24. Tocantins: 9
  25. Rondônia: 6
  26. Amapá: 4

MANDETTA REFORÇA IMPORTÂNCIA DO ISOLAMENTO

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, reforçou no pronunciamento a importância das medidas de isolamento adotadas pelos estados como forma de diminuir o preenchimento dos leitos hospitalares e também os focos da doença.

“Tenho recebido relatórios que apontam queda de até 50% da taxa de ocupação com a diminuição da atividade circulatória, principalmente pelos acidentes automobilísticos, em especial com motocicletas. Esse é mais um ponto para que continuemos a adotar essas medidas de isolamento”, defendeu Mandetta.

Conforme o Ministério da Saúde, neste ritmo o sistema público de saúde entrará em colapso até o final de abril. Nesse ponto, de acordo com a projeção, não haverá leitos suficientes para todos e pessoas poderão morrer sem atendimento adequado.

Até o momento 90% dos óbitos registrados foram em idosos acima dos 60 anos, sendo que 84% de todas essas pessoas apresentavam doenças crônicas.

Jorge de Sousa – Paraná Portal


Mais 12 casos do novo coronavírus (Covid-19) foram registrados no Paraná nas últimas 24 horas, segundo boletim divulgado pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) neste sábado.

Ao todo são 137 casos confirmados da doença, sendo que quatro pessoas não residem no Paraná. Estão ainda sob análise 968 pacientes e mais 2.134 pessoas tiveram a suspeita do coronavírus descartada.

Os novos casos registrados foram em nove homens e três mulheres com idades entre 24 e 69 anos. Até o momento o estado contabiliza dois óbitos, ambos em Maringá.

A Sesa ainda anunciou que a partir da última sexta-feira (26), implantou um sistema junto ao Lacen/PR (Laboratório Central do Estado) para a contabilidade dos dados de todas as notificações que forem recolhidas dentro do estado, dessa forma possibilitando uma análise mais rápida e precisa dos números totais da doença.

CASOS DE CORONAVÍRUS POR MUNICÍPIO NO PARANÁ

  • Curitiba: 74
  • Cianorte: 7
  • Foz do Iguaçu: 7
  • Cascavel: 7
  • Maringá: 7
  • Londrina: 5
  • Ponta Grossa: 3
  • Pinhais: 3
  • Guaíra: 2
  • Paranavaí: 2
  • Pato Branco: 2
  • Campo Largo: 2
  • Campo Mourão: 2
  • Faxinal: 1
  • Colombo: 1
  • Guarapuava: 1
  • Rio Negro: 1
  • Telêmaco Borba: 1
  • Iretama: 1
  • União da Vitória: 1
  • Umuarama: 1
  • Quatigá: 1
  • Mariópolis: 1

Jorge de Sousa – Paraná Portal


Os casos do novo coronavírus (Covid-19) em Curitiba avançaram de 71 para 75 em um dia, segundo boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde.

Esse foi o segundo dia seguido com queda nas confirmações, descendo de cinco nessa sexta-feira (27) para quatro neste sábado.

Entre as cidades paranaenses, Curitiba lidera o número de casos confirmados de coronavírus com 54,3% dos 137 casos da doença no estado.

Ainda são analisados 156 pacientes sob suspeita do coronavírus na capital paranaense, enquanto 480 pessoas já tiveram seus exames descartados.

Mas o número de pessoas internadas em estado graves nas UTIs de Curitiba subiu de duas para quatro nas últimas 24 horas. Outro paciente está internado, mas seu quadro é estável e sem risco de morte.

Para a  infectologista da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) Marion Burger, o aumento do número de casos descartados e suspeitos se deve ao novo critério de monitoramento definido pelo Ministério da Saúde no dia 23 de março.

“A partir da nova definição passamos a monitorar prioritariamente os óbitos e casos graves de infecção respiratória – Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)”, explicou Burger.

Além disso, Burger confirmou que exames em oito mortes de moradores de Curitiba por doenças respiratórias deram negativo para a presença de coronavíru.

Jorge de Sousa

Faleceu neste sábado, em Curitiba, o empresário Alexandre Consentino Malucelli, 45 anos, filho do presidente da Federação das Empresas de Transportes de Cargas do Paraná – Fetranspar- coronel Sergio Malucelli e de Stella Consentino Malucelli.  Alexandrinho, como era chamado, nasceu e se criou em Morretes. Deixa um filho, André, de 11 anos.

Conhecido em Morretes e Curitiba, Alexandrinho vai deixar saudades pelo seu modo simples e brincalhão, pois sempre estava rodeado de amigos. Gostava de contar casos e amava como nunca sua cidade natal, Morretes. Um excepcional pai que acompanhava em tudo o filho André. Deixa também a irmã e companheira, Helen.

Seu sepultamento será realizado à partir das 6h deste domingo, no Cemitério Parque Iguaçu, em Curitiba. Devido ao problema da Covid-19, onde há recomendação de isolamento social, a família avisa que serão permitidos apenas 10 pessoas dentro da capela do cemitério. O enterro será às 10h30min.


A Justiça decidiu neste sábado (28) que a União se abstenha de veicular peças publicitárias relativas à campanha “O Brasil não pode parar”, em ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal.

A decisão, proferida durante a madrugada, impede a divulgação da campanha por rádio, TV, jornais, revistas, sites ou qualquer outro meio, físico ou digital.

CAMPANHA ‘O BRASIL NÃO PODE PARAR’ É SUSPENSA

O tribunal ainda diz que o governo não deve publicar qualquer outra campanha que sugira à população brasileira comportamentos que não estejam estritamente embasados com diretrizes técnicas.

Tais diretrizes devem ser emitidas pelo Ministério da Saúde, com fundamento em documentos públicos, de entidades científicas de notório reconhecimento no campo da epidemiologia e da saúde pública.

A Justiça ainda estipulou que o descumprimento da ordem está sujeito à multa de R$ 100 mil por infração.

Em seu pedido, o MPF alegou que a campanha insitaria os brasileiros a voltarem às suas atividades normais, sem que a campanha estivesse embasada em documentos técnicos que indicassem que essa seria a providência adequada.

O Ministério Público Federal defende que, considerado o estágio atual da pandemia de Covid-19 no Brasil, a campanha poderia agravar o risco de disseminação da doença no país.

A AGU (Advocacia-Geral da União) informou que não vai se manifestar sobre a decisão.

MORTES NO BRASIL PELO NOVO CORONAVÍRUS

Até a tarde desta sexta-feira (27), o número de mortes pelo novo coronavírus no Brasil havia subido para 92, segundo dados do Ministério da Saúde. Até quinta (26), eram 77 mortes.

O aumento de 15 óbitos em um dia foi o segundo maior até agora –só perde para quinta-feira, quando houve o registro de 20 novas mortes.

O país já registra 3.417 casos nesta sexta –com relação aos casos confirmados, a mortalidade da doença é de 2,7% no país. O número de registros da doença representa um salto de 17% com relação a quinta, quando eram 2.915 casos.

Diego Garcia – Folhapress