Autor

Redação

A navegação

Vinicius Cordeiro

Com gols de LuchoRony e Marcelo Cirino, o Athletico derrotou o Fluminense por 3 a 0 neste domingo (2) e voltou a triunfar no Brasileirão 2019. 12.548 pessoas acompanharam o duelo, válido pela 7.ª rodada, na Arena da Baixada, em Curitiba.

A última vitória tinha sido no dia 12 de maio, quando o Rubro-Negro superou o Bahia por 1 a 0. Desde então, o time comandado por Tiago Nunes perdeu para o Corinthians, por 2 a 0 dentro da Arena, e para o Flamengo por 3 a 2 no Maracanã.

Com o resultado, o Athletico chega aos 10 pontos e pula para a 10.ª colocação. Do outro lado, o Tricolor carioca, que amargou a segunda derrota seguida, permanece com seis pontos e aparece na 15.ª posição.

PRÓXIMOS JOGOS

Na próxima rodada da Série A, o Athletico enfrenta o líder Palmeiras. O duelo está marcado para o próximo sábado (8), às 16h30, no Allianz Parque. No domingo (9), às 19h, o Flu encara o Flamengo no Maracanã.

Antes disso, na quarta-feira (5), às 19h15, as duas equipes entram em campo pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O Furacão recebe o Fortaleza precisando vencer para avançar – na ida, os times ficaram no 0 a 0. No mesmo dia e horário, o Flu encara o Cruzeiro no Mineirão depois dos clubes terem empatado por 1 a 1 no Rio de Janeiro.

Agência Brasil

A inflação na Venezuela ultrapassa mais de 1 milhão por cento, segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Milu de Almeida, conselheira das comunidades pela Venezuela, diz que o povo que ganha um salário mínimo não consegue chegar aos produtos e dá um exemplo: “um litro de leite está em 12 mil [bolívares], e o salario mínimo é de 40 mil”.

Muitos dos comerciantes, como já não confiam no valor da moeda oficial, pedem as trocas comerciais em dólares, “o que é ilegal”, afirmou Milu.

Uma reunião conjunta está sendo realizada hoje (3) em Nova York entre o Grupo de Contato Internacional para a Venezuela e o Grupo de Lima. O objetivo do encontro é contribuir para uma solução pacífica e democrática para a crise no país.

FolhaPress

Acusado de estupro por uma mulher brasileira, o atacante Neymar, 27, afirmou no final da noite de sábado (1) que caiu em uma armadilha e que não cometeu nenhuma violência sexual. As afirmações foram feitas em um vídeo de sete minutos divulgado nas redes sociais do atleta.

No mesmo vídeo ele mostrou vários trechos de conversas supostamente mantidas com a mulher que o acusa, além de fotos e vídeos em que ela aparece seminua – as imagens do rosto estão borradas e não é possível identificá-la.

Na troca de mensagens, eles fazem elogios um ao outro e combinam um encontro em Paris. A mulher diz que está juntando dinheiro para viajar e Neymar se oferece para ajudar. Depois, os dois falam sobre o encontro que teria ocorrido no Sofitel Paris Arc Du Triomphe e mencionam a possibilidade de uma nova visita de Neymar ao hotel. Não fica claro se a segunda vez chegou a acontecer.

Neymar gravou as declarações divulgadas nas redes sociais sem ter ninguém ao lado e pediu desculpas à família.
“Estou aqui para pedir perdão para minha família por colocá-los nessa situação. Porque realmente não queria e fui induzido a isso. Que isso sirva de lição”, disse, negando a acusação de estupro.

O jogador afirmou ter ficado surpreso com a acusação e repetiu algumas vezes que está triste, chateado e que tudo é muito ruim.

“Quem me conhece sabe do meu caráter, da minha índole. Sabe que eu jamais faria uma coisa desse tipo”, defendeu-se.

Segundo ele, a decisão de expor a troca de mensagens foi tomada para provar que não aconteceu “nada demais”.

“O que aconteceu em um dia foi uma relação entre um homem e uma mulher, dentro de quatro paredes, algo que acontece com todo casal. E no dia seguinte não aconteceu nada demais, a gente continuou trocando mensagem, ela me pediu uma lembrança para o filho e eu ia levar e agora fui pego de surpresa”, disse.

O atacante também lamentou a existência de pessoas que querem extorquir, sem acusar diretamente a brasileira com quem se encontrou.

“Espero que fique bem claro, espero que a Justiça olhe as mensagens e veja o que realmente aconteceu”, pediu, no final da gravação.

A acusação de estupro contra o atleta foi registrada em um boletim de ocorrência na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo.

De acordo com o relato da vítima, que teve o nome preservado no documento, ao qual a reportagem teve acesso, Neymar a conheceu por meio da rede social Instagram e a convidou a ir para Paris encontrá-lo.

Ela teria recebido as passagens e a reserva no hotel no dia 12 de maio, de um assessor do jogador.

Segundo o depoimento, no dia 15 o jogador apareceu embriagado, trocou carícias com ela, mas logo depois tornou-se agressivo e, mediante violência, teve relação sexual contra a vontade da mulher.

Em entrevista ao programa Brasil Urgente, Neymar da Silva Santos, pai do atleta, disse que o filho encontrou a mulher em Paris, mas que a relação foi consensual.

Ainda de acordo com Neymar pai, representantes da acusadora do estupro se encontraram com ele e pediram dinheiro para que ela não falasse nada.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que houve uma denúncia registrada pela vítima na 6ª DDM e que o inquérito policial segue em sigilo.

BandNews FM Curitiba

O município de Rio Branco do Sul, na região de Curitiba, decretou situação de calamidade pública na noite desta sexta (31) por causa das chuvas que atingiram a cidade desde ontem (30). As autoridades estão em alerta para o risco de deslizamentos de terra. Depois do temporal de granizo da madrugada de quinta, agora são as encostas que preocupam os moradores.

Segundo o geólogo da prefeitura de Rio Branco do Sul, Rodrigo Arquimedes Faria, 70% da área urbana da cidade está em área de encosta. A Defesa Civil do município está monitorando as áreas de risco de forma preventiva, e retirando as famílias das casas em que há risco real de deslizamentos, segundo o coordenador da Proteção e Defesa Civil, Eduardo Bonfim. Como o solo está muito encharcado, a ideia é evitar acidentes.

“Pela permanência das chuvas, começa a aparecer agora os deslizamentos de terra e as pessoas afetadas. Estamos com cinco residências que vamos ter desapropriar por segurança e uma que vamos ter que interditar por total”, afirma Bonfim.

Na sexta pela manhã, a Rodovia dos Minérios chegou a ficar totalmente bloqueada por causa de um desmoronamento. Bonfim conta que foram cerca de duas horas e meia de trabalho até que a estrada fosse novamente liberada para o tráfego, por volta das oito horas da manhã. Ele alerta para o risco de novos deslizamentos e pede a atenção do motorista.

Quem quiser fazer doações em prol dos moradores de Rio Branco do Sul pode entregá-las diretamente na Secretaria de Assistência Social da cidade, na rua Horacy Santos, 222, no Centro, ou fazê-las por meio da Provopar.

Uma declaração da secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, aumentou muito as dúvidas sobre a qualidade dos serviços e a eficácia do atual sistema público de saúde de Curitiba.

“A mortalidade do câncer, vou dizer doutora Maria Letícia, isso é tendência de, quanto mais evoluirmos no sistema de saúde, primeira causa no mundo são as doenças do aparelho cardio-circulatório”, disse Márcia, ao responder questionamentos da vereadora Maria Letícia Fagundes.

“No mundo, no Brasil, no Paraná e em Curitiba. Estamos no patamar de países desenvolvidos. Segunda causa no mundo é câncer, é o que mais vai crescer”, ressaltou a secretária de saúda gestão Rafael Greca.

“A partir do momento que nós vivemos mais, nós teremos mais casos. A senhora sabe, a senhora é médica”, completou Márcia Huçulak, como mostra vídeo da audiência na última terça-feira (28)

Ao iniciar a resposta à vereadora, a secretária se referiu ao chefe: “Para, vou usar uma palavra do meu prefeito, ‘desespero dos nossos opositores’ ela (saúde) vai muito bem. A equipe só tem elogios”, disse.

“Nós não temos nenhuma dificuldade, nenhuma situação com relação a atendimento aos usuários, todos, como em qualquer outra UPA nós acompanhamos, junto a FEAES, nós temos o mesmo acompanhamento, mas os resultados são muito satisfatórios”, completou Márcia, dando a entender que o sistema na capital está no melhor dos mundos.

Índices aumentaram
Ao comentar as declarações, Maria Letícia usou os gráficos entregues pela própria secretária aos vereadores. “De 2017 a 2019 houve crescimento de todos os índices, de internamento em atenção básica. Se a saúde está melhor, como a senhora coloca, tem que haver uma queda dos internamentos”, disse.

“Só que o seu gráfico mostra claramente que aumentou em todas as faixas etárias desde 2017, 2018 a 2019”, informou Maria Letícia, que é Ginecologista e Obstetra e perita do IML (Instituto Médico Legal).

A vereadora informou também ter dúvidas também com relação a mortalidade prematura por doenças crônicas não transmissíveis.

“Aqui (no gráfico) aumentou as mortes por neoplasia e problemas circulatórias, quer dizer, isto, sem dúvida parece um aumento da falha de encaminhamento para serviços especializados e a senhora me dizia que em 30 dias estão conseguindo marcar consultas?”, completou Maria Letícia.

Do site Cabezanews

O ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, deixou o Complexo Médico-Penal (CMP), em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, por volta das 8h desta sexta-feira (31). O ex-deputado foi transferido para o Presídio Pedrolino Werling de Oliveira, conhecido como Bangu 8, no Rio de Janeiro, de acordo com o advogado do ex-parlamentar, Rafael Guedes de Castro.

Na última quarta-feira (29), o juiz Ronaldo Sansone Guerra, da 2ª Vara de Execuções Penais de Curitiba, autorizou a transferência de Cunha, para que ele possa cumprir o restante da pena de 14 anos e seis meses de prisão em um presídio no Rio de Janeiro. O ex-deputado estava preso no CMP desde outubro de 2016.

No início de abril, a juíza Luciani Maronezi, da 2ª Vara de Execuções Penais de Curitiba, pediu que as autoridades do Rio de Janeiro fossem consultadas para saber a viabilidade da transferência. No último dia 23, a Justiça do Rio de Janeiro aceitou o pedido da defesa.

CONDENAÇÕES

Em março de 2017, o então juiz federal Sérgio Moro condenou Cunha a 15 anos e quatro meses de prisão pelos crimes de corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. O ex-deputado recorreu da sentença ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região. O TRF4, em novembro do ano passado, julgou a apelação criminal e manteve a condenação, apenas diminuindo a pena para 14 anos e seis meses.

A denúncia envolve um contrato em que a Petrobras comprou direitos de participação na exploração de um campo de petróleo na República do Benin, na África. Segundo os procuradores do Ministério Público Federal (MPF), foi pago cerca de U$ 1,5 milhão em propina.

Em junho de 2018, o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara em Brasilia, condenou Eduardo Cunnha a 24 anos e dez meses de prisão por crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e violação de sigilo funcional no esquema de corrupção envolvendo desvios na Caixa Econômica Federal. Neste caso, a sentença ainda não foi analisada em segunda instância.

DO PARANA PORTAL, JORNALISTA FRANCIELLY AZEVEDO

Um forte temporal, nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (30), assustou moradores de Curitiba e Região Metropolitana. A chuva chegou rapidamente acompanhada de ventos, raios e granizo.

A tempestade começou pouco antes das 6h da manhã. Além do susto, a chuva causou estragos em diversos pontos da cidade. No Vista Alegre, as pedras de granizo eram quase do tamanho de bolas de golfe.

O temporal também deixou vários pontos sem luz no Santa Quitéria, Santa Felicidade, Batel e Mossunguê. Os terminais do Portão e do Campo Comprido eram iluminados apenas pelas luzes dos ônibus, como relataram leitores do Paraná Portal.

Conforme o Instituto Meteorológico Simepar, as chuvas fortes com raios em Curitiba e Região Metropolitana também foram observadas entre os municípios de Palmital e Pitanga, na região central do estado. O tempo segue instável durante todo o dia.

A reportagem aguarda um boletim da Prefeitura de Curitiba com um balanço dos estragos causados.

Informações do Parana Portal, Jornalista Francielly Azevedo

O Athletico já está em Buenos Aires para a final da Recopa, amanhã, contra o River Plate. O voo atrasou e o time embarcou por volta das 16h30 de ontem, com apoio da torcida no aeroporto Afonso Pena. Com o atraso, o time fará hoje o reconhecimento do gramado do estádio Monumental de Nuñez.

O destaque na delegação foi a presença do lateral-esquerdo Renan Lodi. O jogador foi convocado para defender a seleção olímpica brasileira no Torneio de Toulon, na França, mas a CBF liberou o atleta a pedido do clube. O zagueiro Thiago Heleno e o volante Camacho, afastados pelos casos de doping, também viajaram no voo fretado pelo Rubro-negro, para apoiar o restante da equipe. S

em desfalques (além dos dois suspensos e Tomás Andrade, emprestado pelo River), o técnico Tiago Nunes deverá armar o time com Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Lucho González, Bruno Guimarães e Nikão; Rony e Marco Ruben.

Nunes comanda o último treino hoje à noite, depois do reconhecimento do gramado. No River Plate, o técnico Marcelo Galhardo confirmou ontem que o meia Leonardo Ponzio começará jogando amanhã. Aos 37 anos, ele não jogou na partida da semana passada, vencida pelo Rubro- -negro por 1 a 0.

“A equipe tem respondido sem Ponzio, mas sinto que agora pode nos dar uma boa ajuda”, disse o treinador. O Athletico precisa apenas de um empate para ficar com a taça. Da redação do METRO

NOTÍCIAS RELACIONADAS

  • Athletico viaja e irá ao Monumental de Núñez nesta terça-feira
  • Time reserva do Athletico sofre virada do Flamengo nos acréscimos
  • Athletico vence o River e fica próximo do título histórico da Recopa

Comentários de Facebook

+ LIDAS DA SEMANA

A história do Tropeirismo no Paraná

PUBLIEDITORIAL

Encceja 2019: inscrições encerram na próxima sexta-feira

Caminhões ficam engatados, pegam fogo e deixam uma vítima em acidente na BR-376

Empresa de manutenção de veículos oficiais é suspeita de causar prejuízo de R$ 125 milhões ao Estado do Paraná

Brasil: chegou a hora do encontro com a verdade

A Mega-Sena pode pagar R$ 48 milhões ao sortudo que acertar as seis dezenas do concurso 2.155. O sorteio será nesta quarta-feira (29), às 20h (de Brasília), em São Paulo.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, se aplicado na poupança, o prêmio pode render R$ 178 mil por mês. O valor também é suficiente para comprar 16 apartamentos de luxo.As apostas podem ser feitas até as 19h em qualquer loja lotérica do país. A aposta simples custa R$ 3,50.

Com informações do Paraná Portal – Repórter Francielly Azevedo