Autor

Redação

A navegação

Redação – Paraná Portal
Foto: Davi Ferreira/Rede Tarobá

Produtores da Comunidade de San Martin, na área rural de Cascavel, na região oeste do Paraná, estão há quatro dias sem luz devido ao temporal que atingiu a cidade no sábado (23).

Uma árvore caiu sobre o poste que fornece energia elétrica aos moradores durante os fortes ventos que atingiram a região no último fim de semana, danificando a estrutura.

Desde então, vários serviços foram paralisados ou acabaram prejudicados. Alguns bezerros, por exemplo, precisaram ser amarrados, já que a cerca elétrica está inoperante desde o último temporal, há duas semanas.

“Está tudo abandonado…não tem água também e eu preciso passar veneno e dependo da bomba para encher o tangue, mas está tudo parado”, detalhou Jandir Nardi, produtor da região.

O queijo que seria vendido, azedou, e sem energia elétrica as torneiras ficaram secas. “No preço que estão as coisas no mercado, ter que jogar fora porque falta energia é complicado. Não só para quem é produtor, mas para todo mundo”, disse Edson Scopel, morador da Comunidade de San Martin.

Segundo moradores, a Copel esteve no local para avaliar os danos, mas até ontem o problema não havia sido resolvido. De acordo com a companhia, o temporal registrado no último fim de semana foi o mais grave enfrentado no interior do Paraná.

A avaliação é de que o impacto deste evento climático foi 20% maior que o último temporal mais recente, registrado há duas semanas, que já era considerado o mais grave já enfrentado.

*Paraná Portal com informações do Jornal Tarobá.

Redação – Paraná Portal
Foto: Paulo H. Carvalho/Arquivo/Agência Brasília

O Paraná confirmou hoje (26) mais 15 casos de dengue. Esse é o 10º informe desde a abertura do novo ciclo epidemiológico, iniciado no dia 1° de agosto.

O Estado agora acumula 301 casos confirmados e nenhuma morte. Até o momento, 244 municípios têm notificações de dengue, com outros 1.785 casos em investigação.https://f19bc8cbb4cb88db0022945ffe50c05e.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Os casos novos foram registrados em Londrina (6), Foz do Iguaçu (3) e Colorado (2). Também registraram um caso cada: Mandaguaçu, Paraíso do Norte, Pérola e Roncador.

“Como várias doenças possuem sintomas semelhantes, cabe aos serviços de saúde o diagnóstico diferencial entre elas, principalmente neste momento da ainda presente pandemia do coronavírus”, disse o médico da Divisão de Doenças Transmitidas por Vetores, Eneas Cordeiro de Souza Filho.

Redação – Paraná Portal
Foto: Divulgação/PRF

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) apreendeu um caminhão bitrem carregado de cigarros contrabandeados do Paraguai, na noite desta segunda (25), em Balsa Nova, na Região Metropolitana de Curitiba. A carga era equivalente a R$ 1,75 milhão.

De acordo com a polícia, por volta das 19h, uma equipe estava em ronda pela BR-277, quando deu ordem de parada ao caminhão. O veículo, que trafegava na faixa da direita deslocou-se para a faixa da esquerda, em direção à viatura, forçando-a a frear para evitar a colisão.

Prosseguindo para a esquerda, o caminhão adentou o canteiro central e, momentaneamente, parou. O motorista desembarcou e fugiu para a mata às margens da rodovia.

O veículo, sem freios, recuou pelo canteiro central em direção à rodovia, mas parou antes que adentrasse a pista. Em vistoria no interior da cabine foram encontradas as placas originais do veículo, que ostentava placas falsas.

Ao deslonar os semirreboques, os policiais encontram cerca de 500 mil maços de cigarros contrabandeados. A ocorrência foi encaminhada à Receita Federal em Curitiba. O motorista não foi localizado.

Redação – Paraná Portal
Foto: Divulgação/PF

Operação Jaborandi, que investiga crimes de corrupção envolvendo prefeitos, servidores públicos e empreiteiros, foi deflagrada na manhã desta terça-feira (26) na região oeste do Paraná.

Seis municípios do estado: Umuarama, Boa Vista da Aparecida, Perobal, Três Barras, Santa Helena e Guaíra; e Uruará, no Pará, são alvos de policiais. De acordo com a PF (Polícia Federal), 28 mandados judiciais foram expedidos.

A ação de hoje é resultado de uma investigação que começou há um ano, após denúncias de que empreiteiros estariam se reunindo em conluio com chefes dos poderes executivos locais para fraudar o caráter competitivo de procedimentos licitatórios envolvendo o setor de obras de municípios da região.

Conforme a PF, foi possível identificar duas organizações criminosas que sob coordenação dos prefeitos afastados de Boa Vista da Aparecida e Umuarama se reuniam para direcionar licitações a empreiteiros ligados ao grupo.

Dessa maneira, os procedimentos eram superfaturados. O dinheiro era dividido entre os agentes públicos e empresários que participava do esquema. “Em uma das licitações, por exemplo, era uma pavimentação urbana e uma das empresas concorrentes era um disk chope da região”, detalhou o delegado Mateus Marins Correa de Sa.

Os investigados poderão responder pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, fraude ao caráter competitivo de procedimento licitatório, organização criminosa e lavagem de dinheiro, cujas penas, somadas, podem chegar a 62 anos de reclusão.

Segundo a PF, o nome da operação faz referência à estrada Jaborandi, localizada no município de Umuarama, sendo uma das primeiras obras que originaram a investigação.

Redação – Paraná Portal
Foto: Divulgação/PRF

Um acidente na BR-376, em Guaratuba, no Litoral do Paraná, entre dois caminhões deixou a rodovia interditada no sentido Santa Catarina, na manhã desta terça-feira (26).

Não há previsão de liberação da pista, de acordo com a Arteris Litoral Sul. Por sorte, ninguém ficou ferido com a batida. Um dos veículos saiu da pista com o impacto.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) realizou dois pontos de bloqueio na BR-376: o primeiro em Tijucas do Sul e o segundo no local do acidente.

Um dos caminhões estava carregado com bebidas e teve a carga derramada sobre a pista.

Redação – Paraná Portal
Foto: Arquivo/Alessandro Vieira/ANPr

Os 130 candidatos aprovados no concurso do IAT (Instituto Água e Terra) serão convocados a partir da semana que vem para os exames de admissão. Eles vão compor o quadro técnico em todo o Paraná.

O resultado final do concurso do IAT já está disponível por meio deste link.

O Instituto Água e Terra não contratava novos funcionários havia 30 anos. Nesse período, vários servidores deixaram o trabalho por diversos motivos: aposentadorias, exonerações, demissões, falecimentos etc.

“Hoje o IAT apresenta uma defasagem de servidores”, reconhece o secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, que avalia as contratações como um “ganho para o meio ambiente”.

CONCURSO DO IAT: 130 APROVADOS

Os candidatos aprovados vão atuar em diversas vagas: técnico de manejo e meio ambiente (26), engenheiro químico (19), engenheiro florestal (16), engenheiro agrônomo (20), geólogo (8), biólogo (8), químico (5), engenheiro civil (17), sociólogo (1), geógrafo (3), engenheiro cartográfico (4), arquiteto (2) e médico veterinário (1).

O resultado final do concurso do IAT está disponível neste site.

Redação – Paraná Portal
Foto: Defesa Civil

Técnicos da Copel e da Sanepar e equipes da Defesa Civil ainda trabalham para reparar os estragos provocados pelo temporal que atingiu várias regiões do Paraná no fim de semana. Segundo o governo estadual, os ventos de mais de 70 km/h causaram uma morte, 154 desalojamentos e mais de 3 mil casas danificadas. Também foram mais de 900 postes derrubados e diversos municípios ainda registram falta de água ou de energia elétrica. As informações foram divulgadas nesta segunda (25) pela Agência Estadual de Notícias.

Um balanço da Copel aponta que a maior parte dos circuitos de baixa tensão do Oeste e do Sudoeste já foi restabelecida. Ainda há aproximadamente 18 mil unidades consumidoras que estão sem energia em decorrência do temporal. Os municípios com maior número de consumidores desligados são Medianeira e São Miguel do Iguaçu. Ramilândia, onde o fornecimento já havia sido restabelecido, sofreu novo desligamento e está com quase 70% dos domicílios sem energia.https://4d3c6e38bb3431a21ff48d4a2dd250ce.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A Copel atendeu cerca de 2,5 mil ocorrências de falta de energia nessas regiões. A maior parte dos problemas envolve situações de postes quebrados, cabos rompidos e árvores caídas sobre a rede elétrica. São 2,7 mil ocorrências que ainda aguardam atendimento. A região já soma 275 postes quebrados. Os quase 680 eletricistas e técnicos em serviço na manhã de hoje seguem trabalhando para restabelecer o fornecimento de energia.

Na região Norte, 133 mil unidades consumidoras chegaram a ser desligadas, no auge do temporal. Nesta segunda, segundo a Copel, há aproximadamente 20 mil unidades sem energia. Os postes quebrados na região chegaram a 257.

Nessa região, Alvorada do Sul foi o município mais prejudicado. O fornecimento de energia foi interrompido praticamente por completo desde o temporal. O município tem duas fontes de alimentação energética. Nas duas há equipes de obras reconstruindo as redes, que tiveram ao menos 26 postes quebrados. Em Londrina, há 4,5 mil domicílios sem energia, e em Ibiporã, 2 mil.

Noroeste, a região mais prejudicada pelo temporal

Segundo o governo, o Noroeste foi a região mais severamente atingida. A conta de postes quebrados já chega a 392. Nesta segunda, a prioridade é concluir a religação dos municípios que estão com o fornecimento interrompido. Todos os desligamentos se devem ao alto número de postes quebrados em suas fontes de alimentação: Terra Rica, Santa Inês, Ourizona e São Jorge do Ivaí.

A Copel informa que Terra Rica exige os maiores esforços. Há 54 postes quebrados nas duas fontes de alimentação da cidade. Aproximadamente 50 trabalhadores lá. Em Mirador, Amaporã e Colorado, os circuitos internos de distribuição de energia foram bastante danificados. Equipes de emergência e manutenção trabalham em conjunto para religar os consumidores.

Na região de Umuarama, a linha entre o município e Xambrê teve 23 postes quebrados. Enquanio Xambrê é alimentada por uma fonte alternativa, um mutirão com 30 eletricistas está no local desde ontem e deve concluir a reconstrução da rede ainda hoje. Já o município de Maringá  ainda tem 10 mil domicílios sem energia elétrica.

Eletricistas das regiões Leste e Centro-Sul estão ajudando nos trabalhos nas regiões mais atingidas. No total,  há um contingente de 1.600 eletricistas na linha de frente. Desde o início do temporal, já foram atendidas 7.300 emergências em todo o Paraná.

Abastecimento de água é prejudica pelo falta de energia

Por falta de energia elétrica, muitas cidades ainda estão com abastecimento de água. Equipes da Sanepar trabalham na recuperação dos sistemas e em manobras para assegurar a distribuição de água. Em muitas localidades, estão sendo usados caminhões-pipas. Além disso, a companhia aluga geradores de energia pra que o fornecimento de água volte à normalidade. A Sanepar tem acompanhado o esforço da Copel na normalização da geração de energia após o temporal.

Segundo a Sanepar, estão com atendimento prejudicado, no Oeste, Campo Bonito, Ibema, Braganey, Corbélia, Céu Azul, Matelândia, Ramilândia, distrito de Rio do Salto (Cascavel), distrito Longuinópolis (Braganey), distrito Mato Queimado (Guaraniaçu), partes mais altas de Foz do Iguaçu, Missal; Medianeira, Vera Cruz do Oeste e distrito de São Sebastião, Diamante do Oeste, distrito de Dois Irmãos (Toledo) e distrito São Judas Tadeu (São Pedro do Iguaçu).

No Noroeste, Goioerê e o distrito de Jaracatiá, distrito de Primavera do Oeste (Juranda), distrito de Bourbonia (Barbosa Ferraz), Farol e Araruna. Em Campo Mourão, pode ocorrer baixa pressão nas redes ou falta temporária de água em razão do alagamento na captação e em um dos poços. Em Paranavaí: Vila Rural Águia Dourada e os distritos da Graciosa e Mandiocaba.

Também há  problemas em Paranacity, Santo Antônio do Caiuá, Nova Londrina, distrito de Icatu (Querência do Norte), Amaporã, Guairacá, Tapira, Indianópolis, São Manoel do Paraná, São Tomé, Xambrê, Perobal, distrito Iguatemi (Maringá), Floraí e Ourizona.

No Norte, os reflexos do temporal se estendem por Itaguajé, Santa Inês, Primeiro de Maio, distritos Bentópolis (Guaraci), Santa Margarida e Santa Terezinha (Bela Vista do Paraíso), Campinho (Arapongas) Jacutinga e Alto Porã (Ivaiporã) e Warta (Londrina). Estão em recuperação Rolândia, Florestópolis e Novo Itacolomi.

Agência Brasil
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Crianças de 3 a 11 anos vão começar a receber vacinas contra a covid-19 na China, onde 76% da população já foram totalmente vacinados e as autoridades mantêm uma política de tolerância zero em relação ao novo coronavírus.ebcsvg%3E

Os governos locais, de nível municipal e provincial, em pelo menos cinco províncias, anunciaram recentemente que crianças de 3 a 11 anos vão ser chamadas para receber as vacinas. A informação é da Agência Brasil.

A expansão da campanha de vacinação ocorre no momento em que várias regiões da China voltam a adotar medidas de prevenção para tentar conter pequenos surtos. Gansu, uma província no noroeste cuja economia depende fortemente do turismo, fechou todos os pontos turísticos, após diagnosticar quatro novos casos de covid-19.

Mais 19 casos foram detectados na região autónoma da Mongólia Interior. Moradores de algumas áreas foram obrigados a ficar em casa. No total, a Comissão de Saúde do país asiático informou hoje ter diagnosticado 35 novos casos de transmissão local nas últimas 24 horas.

A China mantém uma política de tolerância zero em relação à pandemia, caracterizada por bloqueios, quarentenas e testes obrigatórios para o vírus. O país vacinou já 1,07 bilhão de pessoas, em uma população de 1,4 bilhão.

O governo está particularmente preocupado com a disseminação da variante Delta, mais contagiosa, e quer ter um público amplamente vacinado antes das Olimpíadas de Pequim, em fevereiro.

Os espectadores estrangeiros já estão proibidos, e os participantes terão que permanecer numa “bolha” que os separa das pessoas de fora. As províncias de Hubei, Fujian e Hainan divulgaram avisos sobre novos requisitos de vacinação, enquanto cidades nas províncias de Zhejiang e Hunan também divulgaram esse avisos.

Em junho, a China aprovou duas vacinas – Sinopharm, do Instituto de Produtos Biológicos de Pequim, e Sinovac, para crianças e adolescentes com idade entre 3 e 17 anos. Em agosto, os reguladores aprovaram outra vacina da Sinopharm, desenvolvida pelo Instituto de Produtos Biológicos de Wuhan.

O Camboja já usa injeções da Sinovac e Sinopharm para crianças entre 6 e 11 anos. Os reguladores no Chile aprovaram a Sinovac para crianças a partir dos 6 anos. Na Argentina, os reguladores aprovaram a vacina da Sinopharm para crianças a partir dos 3 anos.

Redação – Paraná Portal
Foto: Edson Vidal/Band TV Curitiba

Um grave acidente envolvendo três carros deixou uma pessoa morta neste domingo (24), na Rodovia dos Minérios, em Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a batida aconteceu por volta das 23h, quando um dos carros, que seguia sentido Curitiba, invadiu a pista contrária e colidiu contra outro automóvel, que foi projeto e acertou um terceiro carro.https://7caf2a20f20c85e17db7d24b9a59c43a.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

O motorista da caminhonete, que provocou o acidente no limite de Almirante Tamandaré com Rio Branco do Sul, morreu na hora. Já o condutor do veículo Onix foi encaminhado em estado grave para um hospital da Capital.

Por sorte, ninguém do terceiro carro ficou ferido. “Nos dois carros a gente viu bastante latinha de cerveja…sempre dizem que volante não combina com bebida alcoólica, então, é uma coisa que revolta bastante porque envolve pessoas inocentes”, afirmou Nabi França, que voltava da igreja com a família quando se envolveu no acidente.

A PRE (Polícia Rodoviária Estadual) atendeu a ocorrência, que deve ser investigada pela delegacia de Almirante Tamandaré.

*Com informações da Band TV Curitiba. 

BandNews FM Curitiba
Foto: Jaelson Lucas/AEN

O consumo de energia cresceu 8% no terceiro trimestre deste ano no Paraná, se comparado com o mesmo período de 2020, alcançando 7.728 gigawatt-hora, entre julho e setembro de 2021.

De acordo com o relatório da área financeira da Copel, esses dados reafirmam a retomada econômica do Paraná, impulsionada especialmente pelos segmentos industrial e comercial. A informação é da BandNews Curitiba.https://328d056f6b85d6e8739f679cfb46b3e4.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

O relatório foi divulgado na sexta-feira (22). Nos nove primeiros meses deste ano, o aumento foi de 7,5% em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 23.719 gigawatt-hora de energia comercializada.

Este é o resultado do chamado “mercado fio” da Copel, que inclui tanto a energia fornecida a consumidores cativos atendidos pela Copel Distribuição, quanto consumidores livres, empresas com demanda maior que 500 kilowatts, que optam por deixar o mercado regulado para negociar a compra de energia no ambiente livre.

A maior alta na venda de energia foi observada nos setores industrial e comercial, entre os clientes do mercado livre, ou seja, empresas de maior porte.

O consumo de energia neste segmento subiu 17% no terceiro trimestre, na comparação com o mesmo período de 2020. Ao longo dos primeiros nove meses de 2021, o crescimento foi de 18,9%, em relação ao mesmo período do ano passado.