Author

Redação

Browsing

A Justiça do Paraná decidiu, nesta quarta-feira (16), que Edison Brittes Júnior, assassino confesso do ex-jogador Daniel Correia Freitas, assuma o pagamento da pensão alimentícia para a filha de Daniel até que ela complete 25 anos.

O valor a ser pago para a criança, que hoje tem apenas 2 anos, é de R$ 5 mil mensais e deverá se feito todo dia 10 de cada mês. Até a menor atingir a idade estabelecida, ela deve receber R$ 14,5 milhões.

A decisão da juíza Márcia Hübler Mosko, da 3ª Vara Cível de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, atende ao pedido feito pela mãe da filha do jogador, Bruna Larissa Ferreira Martins, e começa a valer assim que Edison Brittes  receber a intimação.

A decisão diz ainda que o pedido de pensão se faz necessário porque a menor não tem condições de se sustentar. “A criança é absolutamente dependente dos genitores, conforme estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente”, afirma a juíza Márcia Mosko, que decidiu ainda que a obrigação do pagamento não pode recair, por ora, sobre os outros corréus da ação, ficando somente responsável pelo pagamento o empresário Edison Brittes.

 A decisão é liminar e ainda cabe recurso.

MORTE DE DANIEL: RELEMBRE O CASO

O corpo do jogador Daniel Corrêa foi encontrado no dia 27 de outubro de 2018 em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O jogador estava mutilado, teve o pênis decepado e tinha dois ferimentos profundos no pescoço.

O jogador, revelado pelo clube mineiro Cruzeiro, teve passagens pelo Coritiba, São Paulo, Ponte Preta, Botafogo e São Bento.

Segundo a investigação, Daniel Corrêa foi a Curitiba para participar do aniversário de 18 anos de Allana Brittes, filha do empresário Edison Brites. A festa, que começou em uma casa noturna da capital paranaense, se estendeu até a residência da família Brittes, último lugar que o jogador teve contato com amigos pelo WhatsApp. Foi lá que ele foi espancado e depois conduzido no porta-malas do carro de Edison até a Colônia Mergulhão, onde foi morto.

O empresário foi gravado em ligação com um amigo da vítima se lamentando sobre o sumiço do atleta e dando outra versão sobre o que aconteceu na noite em que Daniel morreu. Na ligação, que aconteceu após o corpo de Daniel ter sido encontrado e identificado, Edison Brittes diz que não sabia como Daniel foi embora e que estava chocado com o caso. Falou também que teve que dar calmante para a filha, Allana, após saberem da morte da vítima e que ele chegou a ligar para a irmã de Daniel para dar os pêsames.

O empresário afirma que Daniel estava no quarto tentando estuprar Cristiana Brittes, esposa do empresário. O delegado Amadeu Trevizan declarou, na época, que a família Brittes mentiu nos depoimentos e que teria formulado uma história.

DEFESA

Em nota, o advogado de defesa de Edison Brittes Jr, Claudio Dalledone Junior, informou que ainda não foi notificado da decisão liminar oficialmente.

No entanto, ressalta que uma liminar é uma situação precária e provisória que pode ser revertida a qualquer momento com a devida argumentação dos fatos.

Ana Cláudia Freire e Lucas Gabriel Marins – Paraná Portal
Foto: Franklin de Freitas/Folhapress

O Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá segue abandonado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná.

Nesta quarta-feira (16) a reportagem da Rádio Cidade levantou a informação de que os corpos que precisam ficar armazenados em câmara fria são encaminhados para Curitiba, pois o IML de Paranaguá está com a câmara refrigerada quebrada.

Quanto as viaturas que são usadas para recolher os corpos, a unidade de Paranaguá conta com uma em funcionamento e outra, que veio do IML de Londrina para atender o município, está sem as rodas e com peças quebradas.

O Instituto Médico Legal de Paranaguá atende também as cidades de Pontal do Paraná, Guaratuba, Morretes, Antonina, Matinhos e Guaraqueçaba.

“Se você acredita que capturou um peixe cabeça-de-cobra, não o libere. Mate-o imediatamente e congele-o”.

As instruções são do Departamento de Recursos Naturais da Geórgia, que se somou na semana passada à lista de 15 Estados americanos em alerta por causa da existência, no meio selvagem, de um predador voraz.

O peixe cabeça-de-cobra (Channa argus) recebe esse nome por causa de sua cabeça achatada.

As autoridades querem estudar os exemplares encontrados no país e mapear sua disseminação para tentar controlar sua reprodução.

Mas são outras características que fizeram desse peixe um animal temido, desde o momento em que foi detectado pela primeira vez nos Estados Unidos, no início dos anos 2000.

O peixe é originário da China, Rússia e da península da Coreia, e pode chegar a medir mais de 80 centímetros.

Ele tem um grande apetite – se alimenta de outros peixes, rãs e pequenos lagartos.

E, principalmente, o cabeça-de-cobra possui a notável capacidade de sobreviver fora da água durante alguns dias – se arrastando e com pequenos saltos, pode percorrer pequenas distâncias. É capaz, por exemplo, de chegar até algum outro curso de água, para buscar mais alimentos.

Uma vez que o peixe aparece em um habitat, é difícil combatê-lo, por causa de sua alta taxa reprodutiva.

‘Pode sobreviver fora da água’

As autoridades da Geórgia lançaram em 8 de outubro um alerta ao público assim que um pescador capturou o primeiro exemplar desse peixe no Estado.

Em suas instruções, o Departamento de Recursos Naturais adiciona: “Lembre-se que este peixe pode sobreviver fora da água. Se for possível, faça fotos do exemplar e tome nota do local em que foi capturado (curso d’água, marcos terrestres, GPS)”.

As diferentes espécies de peixe cabeça-de-cobra podem chegar a mais de 80 cm de comprimento

O comunicado oficial da Geórgia também recomenda que sejam tiradas fotos dos peixes, “inclusive imagens de detalhe da boca, barbatana e cauda”, para que possam verificar se é mesmo o peixe, e, de modo algum devem soltá-lo de volta à água ou – nesse caso bem específico – nem mesmo na terra.

As autoridades locais explicam que os hábitos alimentares desses predadores – por comerem desde plâncton a outros peixes – pode afetar severamente a oferta de alimento para outras espécies.

Os cabeças-de-cobra podem, além disso, sobreviver em água com baixas taxas de oxigênio, o que lhes dá uma vantagem competitiva em relação a outras espécies, como trutas e robalos, que precisam de mais oxigênio.

Todas as espécies de cabeça-de-cobra podem respirar oxigênio atmosférico, segundo as autoridades americanas. Alguns respiram tanto o ar atmosférico como o oxigênio que há na água, e outras devem necessariamente respirar o ar atmosférico para evitar se sufocarem.

Ao contrário da maioria dos peixes, o cabeça-de cobra pode sobreviver fora da água por possuir pequenas bolsas acima das brânquias que funcionam quase como pulmões. Ele pode afundar e aspirar ar para dentro dessas bolsas e, em seguida, extrair oxigênio do ar armazenado.

Liberados intencionalmente

Acredita-se que os cabeças-de-cobra foram introduzidos intencionalmente na Geórgia por pessoas que os compraram como peixes ornamentais, ou em tanques da indústria pesqueira alimentícia, segundo as autoridades locais.

Biólogo Richard Horwitz mostra um cabeça-de-cobra encontrado em 2005 na Filadélfia. Acredita-se que muitos desses peixes foram introduzidos intencionalmente por pessoas que os compraram como peixes ornamentais

Peixes dessa espécie foram encontrados, além de na Geórgia, em outros Estados, como Flórida, Nova York, Virgínia, Califórnia, Massachusetts e Maryland.

O primeiro cabeça-de-cobra encontrado, em Maryland em 2002, foi particularmente preocupante, segundo as autoridades estaduais, porque foram encontrados exemplares jovens, o que indica que ela está se reproduzindo com êxito no meio ambiente.

BBC News Brasil

Morreu na tarde desta quinta-feira (03), em Curitiba, o radialista, apresentador de televisão e ex-deputado estadual Ricardo Chab, aos 61 anos. Ele estava internado em estado grave desde o dia 29 de setembro, no Hospital Marcelino Champagnat, após sofrer um enfarte.

Chab nasceu em Santa Izabel do Ivaí, Noroeste do Paraná, em 3 de fevereiro de 1958. Se mudou para Curitiba e estudou jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Nas décadas de 1980, 1990 e 2000 trabalhou em diversos programas de rádio e televisão e foi proprietário e apresentador da Rádio Cidade 670. Em 2008, comprou a Rádio Eldorado AM de São José dos Pinhais e renomeou para Radio Mais AM.

Além da carreira no jornalismo, Ricardo Chab foi eleito deputado estadual pelo PMDB, em 1995, com 32.707 votos. Em 1998, se reelegeu pelo PTB, com 38.427 votos.

Foto: Priscila Forone / Arquivo Gazeta do Povo

Para aqueles amantes do rádio, desse meio de comunicação fascinante, fica o convite para acompanhar em Paranaguá a Rádio Cidade  no prefixo 97.3. 

Esse anuncio foi feito pelo Dr. Adalberto Araújo na noite desta segunda-feira (30), durante o programa “Em ritmo de Cidade Grande” apresentado por Geraldo Fantinatti. 

A   direção geral da emissora fica a cargo do empresário João Arruda e programação da emissora é gerada 80% em Curitiba, ou seja 20% em Paranaguá e litoral que terá o horário das 10h às 12h30, programa Bom dia Cidade que irá ao ar de segunda à sexta-feira, oferecendo ao ouvinte, informações diversas, esclarecimentos, música de qualidade, atendimento ao ouvinte, enfim, uma programação diferenciada e tendo a apresentação da comunicadora Val Nascimento que ao lado do Dr. Adalberto estarão conquistando o coração e a atenção dos milhares de ouvintes que continuam amando o rádio como muitos que nasceram com esse dom de comunicar. 

Boa sorte, seja bem vinda Rádio Cidade e parabéns Val Nascimento pela sua volta! Já ouviu aquele ditado: “Os bons sempre voltam?”, então seja bem vinda!

Do Blog Edye Venancio

O tombamento de um micro-ônibus deixou 11 feridos em Palmeira, nos Campos Gerais do Paraná. O veículo era ocupado por um time de futsal de Curitiba. O acidente aconteceu na BR-277, na altura do km 174.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o micro-ônibus retornava para Curitiba depois de disputar uma partida em Cascavel, no oeste do Paraná, quando saiu da pista e tombou.

Ao todo, foram 11 feridos. O motorista do micro-ônibus, de 52 anos, precisou ser levado à Santa Casa de Palmeira. Um dos passageiros, de 42 anos, foi levado ao mesmo hospital. Eles ficaram feridos sem gravidade.

Os demais jogadores do time de futsal sofreram escoriações, mas foram liberados após receberem os primeiros socorros no local na BR-277.

Redação Paraná Portal

O país gerou 121.387 vagas com carteira assinada em agosto, resultado de 1.382.407 admissões e 1.261.020 desligamentos. Esse é o maior resultado líquido para o mês em seis anos.

Os números são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado pelo Ministério da Economia, e estão sem ajuste -ou seja, não consideram informações entregues fora do prazo.

Com o resultado de agosto, o país continua o movimento de criação de vagas observado desde abril. Considerando ainda dados sem ajuste, foram criadas 34.313 vagas em janeiro e 173.139 em fevereiro. Março foi o único mês com fechamento de vagas em 2019, com 43.196 postos encerrados. Depois, houve resultado líquido em abril, (129.601), maio (32.140), junho (48.436) e julho (43.820).

Tradicionalmente, o período entre agosto e outubro concentra a maior parte de contratações de temporários nas fábricas para produzir as demandas das festas de fim de ano. Depois, principalmente em dezembro, o resultado costuma ser negativo devido à dispensa desses trabalhadores.

No acumulado do ano, já considerando dados com ajustes (exceto agosto, que ainda não tem dados atualizados), o saldo está positivo em 593.467 empregos. O número está acima de 2018, quando o resultado foi de 568.551.

Fábio Pupo – Folhapress
José Fernando Ogura/Arquivo/ANPr

Carlos Eduardo dos Santos apontado como o assassino de Rachel Genofre, de apenas nove anos, confessou o crime à polícia. A afirmação foi feita, nesta quarta-feira (25), pela delegada Camila Cecconelo, responsável pelo caso. A Polícia Civil do Paraná interrogou o suspeito nesta terça-feira (24), em Sorocaba, no interior de São Paulo, onde ele está preso.

“Ele alegou que morava em determinado local aqui no Centro de Curitiba e que ele já havia observado a Rachel. Após essas observações que ele fez da rotina dela, ele acabou abordando a Rachel. Ele disse que era produtor de um programa infantil de televisão, bem famoso na época, e chamou a Rachel para ir até o escritório dele para assinar os papéis que seriam necessários para ela participar desse programa de televisão”, contou a delegada.

A polícia mostrou a foto da menina para Carlos Eduardo, que prontamente reconheceu a vítima. O homem relatou que Rachel concordou em ir até a residência dele. “A Rachel assim que chegou no local estranhou e começou a reagir, começou a gritar. Nesse momento que ele acabou cometendo o ato sexual e acabou matando a menina, como ele mesmo confessa”, disse Cecconelo.

O corpo de Rachel foi encontrado dentro de uma mala na Rodoferroviária de Curitiba há quase 11 anos. “Ele não fala porque deixou, só falou que quis colocar o corpo dentro da mala e que era um local que ele poderia transitar com essa mala sem ser percebido, por isso ele acabou deixando ali. Ele contou que deixou ali, ficou um tempo olhando para ver se ninguém se aproximava e depois abandonou a mala”, afirmou a delegada.

Na última semana, as forças de segurança do Paraná confirmaram que tinham encontrado o suspeito, após análises de materiais genéticos. O DNA de Carlos Eduardo é compatível com os rastros encontrados no corpo de Rachel Genofre. A identificação foi possível após uma integração de dados entre Paraná, São Paulo e Brasília.

“Em um primeiro momento ele disse que iria falar apenas em juízo. Nós explicamos para ele já tínhamos o DNA, então seria uma coisa que era melhor ele dar a versão dele. Aí ele acabou contando”, explicou a delegada.

Carlos Eduardo está detido desde 2016, em Sorocaba. Ele cumpre pena de 22 anos por outros crimes, alguns deles relacionados a estupros de crianças na faixa etária de Rachel. “Nós estamos diante de um fato, de uma pessoa que tem seis indiciamentos por estupro, costumava atacar vítimas dessa faixa etária, então os exames irão dizer se estamos diante de alguém com problemas mentais”, ressaltou Cecconelo.

A polícia agora verifica se Carlos Eduardo teve a ajuda de outras pessoas para cometer o crime. “Ele relatou o crime com frieza, sem emoção”, disse a delegada.

QUASE 11 ANOS SEM RESPOSTA

Reprodução/Arquivo Pessoal

Rachel Genofre, de apenas nove anos, desapareceu no dia 3 de novembro de 2008, após sair da escola. Ela foi vista pela última vez, por volta das 17h30, em um ponto próximo à Praça Rui Barbosa, na Rua Voluntários da Pátria, no Centro de Curitiba.

O corpo da menina foi encontrado dois dias depois em uma mala, deixada embaixo de uma escada, na Rodoferroviária de Curitiba, também no Centro. Ele estava esquartejado, com sinais de estrangulamento e violência sexual.

A polícia foi acionada depois que dois indígenas, que dormiam na rodoviária, encontraram a mala suspeita durante a madrugada. A identidade de Rachel só foi confirmada após exames do IML (Instituto Médico-Legal).

As câmeras de vigilância da rodoferroviária não estavam funcionando naquele dia.

MAIS DE 200 EXAMES DE DNA

Durante quase 11 anos, foram feitos mais de 200 exames de DNA em busca do autor do crime. Vários homens foram presos, mas nenhuma suspeita se confirmou.

Francielly Azevedo – Paraná Portal

Ainda não se tem confirmações sobre a vida extraterrestre, mas muitas pessoas acreditam em ET’s e alienígenas. Alguns casos, como o ET de Varginha, o episódio de Washington e até mesmo o incidente de Roswell são histórias sobre ÓVNIs (Objetos Voadores Não Identificados) na Terra. Entre eles, cinco celebridades já contaram que viveram experiências com aliens:

TARCÍSIO MEIRA

Tarcísio Meira, um dos atores brasileiros mais renomados, conta que avistou um ÓVNI quando estava na casa de Boni (José Bonifácio de Oliveira Sobrinho), em Angra dos Reis, ao lado de mais sete pessoas. O relato foi revelado em 2001 à Revista Quem.

De acordo com ele, quatro objetos voadores em formação assimétrica ficaram no céu por alguns minutos, sendo que um, em específico, parecia uma bola de fogo.

ISABELI FONTANA

Reprodução / Twitter

Modelo, atriz e apresentadora, Isabeli Fontana já disse que é sensitiva e acredita que já teve contato com seres extraterrestres. Foi dessa forma, segundo ela, que descobriu o sexo de seu primeiro filho, Zion, com o modelo e ex-marido Álvaro Jacomossi.

Isabeli contou que após estudar sobre o assunto e participar de eventos que explicam a ufologia, ela passou a acreditar que os ETs são espécies de deuses que atuam na Terra para ajudar os humanos a evoluírem.

NICK JONAS

Reprodução / Twitter

Integrante mais novo da banda Jonas Brothers, Nick é um entusiasta do tema Ufologia. O músico conta que quando tinha 15 anos, ele e seu amigo avistaram três objetos voadores enquanto passeavam pelo quintal de casa, o que o fez acreditar que existem seres alienígenas na Terra.

JORGE VERCILLO

Reginaldo Teixeira / Editora Globo

Uma das vozes mais conhecidas da MPB, Jorge Vercillo é apaixonado por ufologia. Além de ser adepto das teorias que permeiam o assunto, Vercillo diz que ele mesmo já avistou ÓVNIs diversas vezes e acredita até mesmo que o ser humano não é, necessariamente, da Terra.

O artista sempre participa de eventos voltados ao assunto e é um dos convidados de honra do UFO Summit Brazil 2019, evento que vai abordar o assunto nas capitais brasileiras.

TOM DELONGE

Reprodução / History Channel

Depois de construir sua fama como guitarrista e vocalista de uma das bandas de punk rock mais ouvidas dos anos 2000, Tom DeLonge deixou o Blink 182, em 2015, para se dedicar ao estudo de atividades extraterrestes. Após abandonar a carreira e transformar a curiosidade em estilo de vida, DeLonge se aproximou de pessoas que têm as mesmas crenças que ele e lançou a organização To the Stars Academy, que se dedica a descobrir e espalhar para o mundo alguns mistérios UFOs.

Atualmente, o artista é produtor executivo de uma série de canal fechado chamada ‘Unidentified: Inside America’s UFO Investigation’, que resgata e apresenta supostos casos alienígenas que aconteceram na Terra. Ele irá participar por videoconferência do UFO Summit Brazil 2019.

EVENTO FALA SOBRE ALIENÍGENAS

A. J. Gevaerd, um dos especialistas na área. Foto: Divulgação

O UFO Summit Brazil 2019, evento que reúne grandes especialistas e entusiastas de Ufologia, acontece em seis capitais brasileiras durante os meses de outubro e novembro.

Nick Pope, Stephen Bassett e A. J. Gevaerd, um dos ufólogos mais relevantes do país, são presenças confirmadas e prometem abordar questões como possíveis obstruções governamentais por esconderem episódios extraterrestres da população. Essa, por exemplo, foi uma das motivações que originaram o AlienStock, onde pessoas foram à uma base da Força Aérea americana pedindo que ‘liberassem os alienígenas’.

“Nestes eventos mostrarei que está em avançada gestação um processo de ampla e irrestrita abertura da realidade ufológica, que vem sendo minuciosa e sigilosamente preparada pelo Pentágono desde 2017”, diz Gevaerd.

Ele se refere à revelação que a Secretaria de Defesa dos Estados Unidos investiga secretamente os UFOs há décadas, tendo concluído que sua apresentação à humanidade pode se dar a qualquer instante.

Confira as datas do UFO Summit Brazil

03 de outubro – São Paulo

05 de outubro – Salvador

07 de outubro – Recife

09 de outubro – Brasília

26 de outubro – Curitiba

31 de outubro – Porto Alegre

A administração do prefeito de Piraquara, Marcus Tesserolli (PSD), teve uma boa avaliação segundo pesquisa realizada pelo instituto Paraná Pesquisas, divulgada nesta segunda-feira (23). De acordo com dados do levantamento, 65,5% dos entrevistados aprova a administração da cidade, enquanto 31,9% desaprova. 2,6% dos entrevistados não sabe ou não opinou.

Foram entrevistados um total de 692 eleitores do município. O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas pessoais com eleitores com 16 anos ou mais, durante os dias 14 a 18 de setembro de 2019, registrada no Conselho Regional de Estatística da 1 ª, 2 ª, 3 ª, 4 ª, 5 ª, 6 ª e 7 ª Região sob o nº 3122/19. A amostra representativa do município de Piraquara atinge um grau de confiança de 95% e uma margem estimada de erro de aproximadamente 4% para os resultados gerais.

Redação Rádio Cidade
Foto: Prefeitura de Piraquara