Author

Redação

Browsing

Um protesto realizado por dezenas de servidores, que são contra a votação do reajuste de 3,5% do funcionalismo público de Curitiba, terminou em confronto com a Polícia Militar e Guarda Municipal, na manhã desta segunda-feira (18), na Câmara Municipal. Os manifestantes tentaram entrar no prédio do legislativo e foram impedidos pelos policiais, que utilizaram spray de pimenta na ação.

Com manifestantes nas escadarias do Palácio Rio Branco, vereadores da oposição e independentes pediram a suspensão da sessão. Entre eles, Professora Josete (PT), Herivelto Oliveira (Cidadania) e Dalton Borba (PDT).

“Presidente suspende a sessão, servidor está sendo agredido”, pediu a Josete. Ignorada pelo presidente do legislativo, Sabino Picolo (DEM), a parlamentar pediu uso da palavra na tribuna e completou “Eu peço que suspenda essa sessão, presidente. Não é possível continuar uma sessão com a situação do que está acontecendo lá fora”, reforçou.

PROJETOS

Ao todo, três projetos, enviados pela Prefeitura de Curitiba no dia 5 de novembro, tramitam em regime de urgência e estão na pauta da Sessão Plenária. As propostas prevem reajuste de 3,5% ao salário do funcionalismo, prorrogação do congelamento dos planos de carreira e regras à dispensa de servidores para trabalhar nos sindicatos do serviço público.

O texto do reajuste diz respeito a remuneração de servidores da ativa, empregados públicos, aposentados, pensionistas, além de funções gratificadas e cargos em comissão.

O outro projeto prorroga, até 31 de dezembro de 2021, o prazo para suspensão dos procedimentos de transição da parte especial para a parte permanente do quadro de servidores municipais, mudança de área de atuação, mudança de classe, a implantação dos novos planos de carreira e seus respectivos enquadramentos, entre outros.

Francielly Azevedo e William Bittar – CBN Curitiba

Um incêndio atingiu o Centro Municipal de Educação Infantil Vila Verde (CMEI), nesta sexta-feira (15), em Curitiba. A creche teria sofrido uma tentativa de invasão e o fogo teria começado de forma criminosa.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo atingiu a cobertura do local e foi controlado rapidamente. Segundo o tenente Maurício Dubas, do 1º Grupamento dos Bombeiros, testemunhas contaram que o fogo começou de forma premeditada. “Populares relataram que verificaram algumas pessoas possivelmente tentando entrar no local, mas sem sucesso, posteriormente atearam fogo.”, afirma.

Parte do almoxarifado e do local onde estão brinquedos para as crianças foram danificados pelo fogo. A unidade educacional estava em recesso devido ao feriado e ninguém se feriu com o incidente.

A Secretaria Municipal de Educação disse que já foi notificada e fará os reparos necessários. As atividades no local estão mantidas normalmente.

Alexandre Fernandes – Paraná Portal

O programa A Hora do João, vai debater nesta quinta-feira (24) a privatização das creches de Curitiba.

No último dia 26 de setembro, a prefeitura de Curitiba publicou um edital com os novos parâmetros para a contratação de creches e escolas conveniadas para educação infantil em 2020.

O tema está gerando grande debate na Câmara Municipal de Vereadores, e para explicar melhor sobre este assunto, João Arruda vai receber no estúdio da Rádio Cidade 670 o vereador Dalton Borba (PDT), o primeiro a levantar o problema em plenário.

Segundo Dalton, “Os pais, funcionários, gestores e professores dos centros de educação infantil conveniados enfrentam hoje, um período de incertezas e de muita insegurança, pois não sabem como será o próximo ano letivo, depois das mudanças previstas no novo edital da prefeitura, para contratar vagas em creches privadas, para crianças de 0 a 3 anos.”

O programa A Hora do João, começa às 09h, ao vivo, e poder ser sintonizado nas frequências AM 670 para Curitiba e região metropolitana, 97.3 FM em Paranaguá e litoral, através do site www.radiocidade670.com.br e também nas plataformas digitais onde o ouvinte pode interagir e enviar suas perguntas; facebook.com/radiocidade670 nos aplicativos para os sistemas android (http://bit.ly/CidadeAndroid) e ios (http://bit.ly/CidadeIphone) e no whatsApp (41) 99176-8786

Um homem, de 35 anos, e duas mulheres, de 31 e 62 anos, foram presos suspeitos de instalar dispositivos em caixa eletrônico para reter cartões e clonar senhas de clientes. De acordo com a Polícia Civil, o trio foi preso em flagrante em um shopping no Centro de Curitiba.

Os três foram detidos no momento em que tentavam instalar os equipamentos conhecidos como “boquinha” ou “tampinha”. Os dispositivos são capazes de clonar a senha da vítima e reter o cartão que ela utilizou na máquina. Segundo a Polícia, na maioria das vezes as vítimas eram pessoas idosas.

Os suspeitos são natural de São Paulo (SP) e estavam sendo investigados desde junho. Nenhum deles possui residência fixa em Curitiba. De acordo com as investigações, eles viriam para a Capital paranaense periodicamente somente para cometer o crime.

A polícia chegou até o trio após ser comunicada pelos próprios seguranças do shopping, que perceberam uma movimentação suspeita. Segundo diligências preliminares, os suspeitos já haviam estado no local dois dias antes do flagrante, possivelmente para instalar o dispositivo.

As investigações continuam com o intuito de apurar o envolvimento de outras pessoas com o crime. O trio está preso à disposição da Justiça.

Redação Paraná Portal

A Justiça do Paraná decidiu, nesta quarta-feira (16), que Edison Brittes Júnior, assassino confesso do ex-jogador Daniel Correia Freitas, assuma o pagamento da pensão alimentícia para a filha de Daniel até que ela complete 25 anos.

O valor a ser pago para a criança, que hoje tem apenas 2 anos, é de R$ 5 mil mensais e deverá se feito todo dia 10 de cada mês. Até a menor atingir a idade estabelecida, ela deve receber R$ 14,5 milhões.

A decisão da juíza Márcia Hübler Mosko, da 3ª Vara Cível de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, atende ao pedido feito pela mãe da filha do jogador, Bruna Larissa Ferreira Martins, e começa a valer assim que Edison Brittes  receber a intimação.

A decisão diz ainda que o pedido de pensão se faz necessário porque a menor não tem condições de se sustentar. “A criança é absolutamente dependente dos genitores, conforme estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente”, afirma a juíza Márcia Mosko, que decidiu ainda que a obrigação do pagamento não pode recair, por ora, sobre os outros corréus da ação, ficando somente responsável pelo pagamento o empresário Edison Brittes.

 A decisão é liminar e ainda cabe recurso.

MORTE DE DANIEL: RELEMBRE O CASO

O corpo do jogador Daniel Corrêa foi encontrado no dia 27 de outubro de 2018 em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O jogador estava mutilado, teve o pênis decepado e tinha dois ferimentos profundos no pescoço.

O jogador, revelado pelo clube mineiro Cruzeiro, teve passagens pelo Coritiba, São Paulo, Ponte Preta, Botafogo e São Bento.

Segundo a investigação, Daniel Corrêa foi a Curitiba para participar do aniversário de 18 anos de Allana Brittes, filha do empresário Edison Brites. A festa, que começou em uma casa noturna da capital paranaense, se estendeu até a residência da família Brittes, último lugar que o jogador teve contato com amigos pelo WhatsApp. Foi lá que ele foi espancado e depois conduzido no porta-malas do carro de Edison até a Colônia Mergulhão, onde foi morto.

O empresário foi gravado em ligação com um amigo da vítima se lamentando sobre o sumiço do atleta e dando outra versão sobre o que aconteceu na noite em que Daniel morreu. Na ligação, que aconteceu após o corpo de Daniel ter sido encontrado e identificado, Edison Brittes diz que não sabia como Daniel foi embora e que estava chocado com o caso. Falou também que teve que dar calmante para a filha, Allana, após saberem da morte da vítima e que ele chegou a ligar para a irmã de Daniel para dar os pêsames.

O empresário afirma que Daniel estava no quarto tentando estuprar Cristiana Brittes, esposa do empresário. O delegado Amadeu Trevizan declarou, na época, que a família Brittes mentiu nos depoimentos e que teria formulado uma história.

DEFESA

Em nota, o advogado de defesa de Edison Brittes Jr, Claudio Dalledone Junior, informou que ainda não foi notificado da decisão liminar oficialmente.

No entanto, ressalta que uma liminar é uma situação precária e provisória que pode ser revertida a qualquer momento com a devida argumentação dos fatos.

Ana Cláudia Freire e Lucas Gabriel Marins – Paraná Portal
Foto: Franklin de Freitas/Folhapress

O Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá segue abandonado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná.

Nesta quarta-feira (16) a reportagem da Rádio Cidade levantou a informação de que os corpos que precisam ficar armazenados em câmara fria são encaminhados para Curitiba, pois o IML de Paranaguá está com a câmara refrigerada quebrada.

Quanto as viaturas que são usadas para recolher os corpos, a unidade de Paranaguá conta com uma em funcionamento e outra, que veio do IML de Londrina para atender o município, está sem as rodas e com peças quebradas.

O Instituto Médico Legal de Paranaguá atende também as cidades de Pontal do Paraná, Guaratuba, Morretes, Antonina, Matinhos e Guaraqueçaba.

“Se você acredita que capturou um peixe cabeça-de-cobra, não o libere. Mate-o imediatamente e congele-o”.

As instruções são do Departamento de Recursos Naturais da Geórgia, que se somou na semana passada à lista de 15 Estados americanos em alerta por causa da existência, no meio selvagem, de um predador voraz.

O peixe cabeça-de-cobra (Channa argus) recebe esse nome por causa de sua cabeça achatada.

As autoridades querem estudar os exemplares encontrados no país e mapear sua disseminação para tentar controlar sua reprodução.

Mas são outras características que fizeram desse peixe um animal temido, desde o momento em que foi detectado pela primeira vez nos Estados Unidos, no início dos anos 2000.

O peixe é originário da China, Rússia e da península da Coreia, e pode chegar a medir mais de 80 centímetros.

Ele tem um grande apetite – se alimenta de outros peixes, rãs e pequenos lagartos.

E, principalmente, o cabeça-de-cobra possui a notável capacidade de sobreviver fora da água durante alguns dias – se arrastando e com pequenos saltos, pode percorrer pequenas distâncias. É capaz, por exemplo, de chegar até algum outro curso de água, para buscar mais alimentos.

Uma vez que o peixe aparece em um habitat, é difícil combatê-lo, por causa de sua alta taxa reprodutiva.

‘Pode sobreviver fora da água’

As autoridades da Geórgia lançaram em 8 de outubro um alerta ao público assim que um pescador capturou o primeiro exemplar desse peixe no Estado.

Em suas instruções, o Departamento de Recursos Naturais adiciona: “Lembre-se que este peixe pode sobreviver fora da água. Se for possível, faça fotos do exemplar e tome nota do local em que foi capturado (curso d’água, marcos terrestres, GPS)”.

As diferentes espécies de peixe cabeça-de-cobra podem chegar a mais de 80 cm de comprimento

O comunicado oficial da Geórgia também recomenda que sejam tiradas fotos dos peixes, “inclusive imagens de detalhe da boca, barbatana e cauda”, para que possam verificar se é mesmo o peixe, e, de modo algum devem soltá-lo de volta à água ou – nesse caso bem específico – nem mesmo na terra.

As autoridades locais explicam que os hábitos alimentares desses predadores – por comerem desde plâncton a outros peixes – pode afetar severamente a oferta de alimento para outras espécies.

Os cabeças-de-cobra podem, além disso, sobreviver em água com baixas taxas de oxigênio, o que lhes dá uma vantagem competitiva em relação a outras espécies, como trutas e robalos, que precisam de mais oxigênio.

Todas as espécies de cabeça-de-cobra podem respirar oxigênio atmosférico, segundo as autoridades americanas. Alguns respiram tanto o ar atmosférico como o oxigênio que há na água, e outras devem necessariamente respirar o ar atmosférico para evitar se sufocarem.

Ao contrário da maioria dos peixes, o cabeça-de cobra pode sobreviver fora da água por possuir pequenas bolsas acima das brânquias que funcionam quase como pulmões. Ele pode afundar e aspirar ar para dentro dessas bolsas e, em seguida, extrair oxigênio do ar armazenado.

Liberados intencionalmente

Acredita-se que os cabeças-de-cobra foram introduzidos intencionalmente na Geórgia por pessoas que os compraram como peixes ornamentais, ou em tanques da indústria pesqueira alimentícia, segundo as autoridades locais.

Biólogo Richard Horwitz mostra um cabeça-de-cobra encontrado em 2005 na Filadélfia. Acredita-se que muitos desses peixes foram introduzidos intencionalmente por pessoas que os compraram como peixes ornamentais

Peixes dessa espécie foram encontrados, além de na Geórgia, em outros Estados, como Flórida, Nova York, Virgínia, Califórnia, Massachusetts e Maryland.

O primeiro cabeça-de-cobra encontrado, em Maryland em 2002, foi particularmente preocupante, segundo as autoridades estaduais, porque foram encontrados exemplares jovens, o que indica que ela está se reproduzindo com êxito no meio ambiente.

BBC News Brasil

Morreu na tarde desta quinta-feira (03), em Curitiba, o radialista, apresentador de televisão e ex-deputado estadual Ricardo Chab, aos 61 anos. Ele estava internado em estado grave desde o dia 29 de setembro, no Hospital Marcelino Champagnat, após sofrer um enfarte.

Chab nasceu em Santa Izabel do Ivaí, Noroeste do Paraná, em 3 de fevereiro de 1958. Se mudou para Curitiba e estudou jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Nas décadas de 1980, 1990 e 2000 trabalhou em diversos programas de rádio e televisão e foi proprietário e apresentador da Rádio Cidade 670. Em 2008, comprou a Rádio Eldorado AM de São José dos Pinhais e renomeou para Radio Mais AM.

Além da carreira no jornalismo, Ricardo Chab foi eleito deputado estadual pelo PMDB, em 1995, com 32.707 votos. Em 1998, se reelegeu pelo PTB, com 38.427 votos.

Foto: Priscila Forone / Arquivo Gazeta do Povo

Para aqueles amantes do rádio, desse meio de comunicação fascinante, fica o convite para acompanhar em Paranaguá a Rádio Cidade  no prefixo 97.3. 

Esse anuncio foi feito pelo Dr. Adalberto Araújo na noite desta segunda-feira (30), durante o programa “Em ritmo de Cidade Grande” apresentado por Geraldo Fantinatti. 

A   direção geral da emissora fica a cargo do empresário João Arruda e programação da emissora é gerada 80% em Curitiba, ou seja 20% em Paranaguá e litoral que terá o horário das 10h às 12h30, programa Bom dia Cidade que irá ao ar de segunda à sexta-feira, oferecendo ao ouvinte, informações diversas, esclarecimentos, música de qualidade, atendimento ao ouvinte, enfim, uma programação diferenciada e tendo a apresentação da comunicadora Val Nascimento que ao lado do Dr. Adalberto estarão conquistando o coração e a atenção dos milhares de ouvintes que continuam amando o rádio como muitos que nasceram com esse dom de comunicar. 

Boa sorte, seja bem vinda Rádio Cidade e parabéns Val Nascimento pela sua volta! Já ouviu aquele ditado: “Os bons sempre voltam?”, então seja bem vinda!

Do Blog Edye Venancio

O tombamento de um micro-ônibus deixou 11 feridos em Palmeira, nos Campos Gerais do Paraná. O veículo era ocupado por um time de futsal de Curitiba. O acidente aconteceu na BR-277, na altura do km 174.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o micro-ônibus retornava para Curitiba depois de disputar uma partida em Cascavel, no oeste do Paraná, quando saiu da pista e tombou.

Ao todo, foram 11 feridos. O motorista do micro-ônibus, de 52 anos, precisou ser levado à Santa Casa de Palmeira. Um dos passageiros, de 42 anos, foi levado ao mesmo hospital. Eles ficaram feridos sem gravidade.

Os demais jogadores do time de futsal sofreram escoriações, mas foram liberados após receberem os primeiros socorros no local na BR-277.

Redação Paraná Portal