CBN Curitiba
Foto: Dálie Felberg/Alep

O juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Londrina, Emil Tomás Gonçalves, determinou o bloqueio de bens do deputado estadual Boca Aberta Júnior (PROS).

O valor, de cerca de R$ 204 mil, é equivalente ao desviado pelo parlamentar em kits esportivos da Paraná Esportes que seriam destinados a escolas, segundo a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR). A decisão é da última sexta-feira (21).

De acordo com o MP-PR, o deputado estadual Boca Aberta Júnior, com auxílio de uma assessora parlamentar, teria desviado kits de materiais esportivos entregando quantidades inferiores para as escolas que deveriam receber os itens.

A denúncia indica que diretores de escolas teriam confirmado os desvios em depoimentos durante as investigações. Os kits custavam de R$ 14 a R$ 19 mil, conforme o Ministério Público.

O órgão aponta que de R$ 313 mil em produtos, pouco mais de R$ 204 mil foram desviados pelo deputado.

A assessora de Boca Aberta, citada na ação, também teve os bens bloqueados, no mesmo valor.

Boca Aberta Júnior também foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná pela prática de “rachadinha”. O político é suspeito de exigir parte dos salários dos assessores parlamentares para pagar gastos pessoais e de familiares. De acordo com o MP-PR, os valores recebidos ultrapassam R$ 81 mil.

O parlamentar nega as irregularidades. A família alega perseguição.

Escreva um comentário