Redação – Paraná Portal
Foto: Arquivo/CMC

Foi aprovado pela CCJ (Comissão de Constrição e Justiça) o projeto de lei da Prefeitura de Curitiba que aumenta a vida útil dos veículos que realizam o transporte escolar, como vans, micro-ônibus e ônibus. A mensagem agora aguarda o aval da Comissão de Serviço Público para ser discutido e votado no plenário da Câmara Municipal de Curitiba.

De acordo com o Executivo, a proposta visa estender ao transporte escolar o mesmo benefício concedido em maio para os taxistas. O projeto suspende a contagem da vida útil dos veículo enquanto vigorar em Curitiba a situação de emergência em saúde pública em decorrência da pandemia da covid-19, decretada em março de 2020.

Segundo a Prefeitura de Curitiba, a ampliação da vida útil do transporte escolar, assim como para os táxis, é uma forma de abrandar o impacto econômico do coronavírus, que afetou quase todos os setores de forma diferenciada.

Na justificativa da proposta, a Prefeitura de Curitiba argumenta que a medida “trará mais alento aos profissionais que, devido à pandemia do coronavírus, têm diminuídas as possibilidades de receita e terão um fôlego financeiro extra para retomarem suas atividades”. Dessa forma, eles não precisariam arcar com os custos da troca da frota em meio à crise.

Atualmente, em Curitiba, a vida útil das vans e micro-ônibus do transporte escolar é de 15 anos. Já os ônibus que atuam nessa função podem circular por até 20 anos.

*Com informações da CMC

Escreva um comentário