Category

Política

Category


Fabiane Rosa (PSD) recebeu o benefício de cumprir a prisão domiciliar nesta terça-feira (11) após pagar a fiança de dez salários mínimos. A vereadora é investigada em um suposto esquema de ‘rachadinha’, que é quando funcionários são obrigados a devolver parte dos próprios salários para o parlamentar.

Na sexta-feira (7), O MPPR (Ministério Público do Paraná) denunciou Fabiane pelos crimes de concussão e peculato. Além disso, outras três pessoas, incluindo o marido da vereadora, também tiveram denúncias apresentadas à Justiça.

VEREADORA FABIANE ROSA É INVESTIGADA EM ESQUEMA DE ‘RACHADINHA’

A vereadora Fabiane Rosa estava na Penitenciária Feminina de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, desde o dia 27 de julho. Após à Justiça ouvir todas as testemunhas, a parlamentar recebeu o benefício de responder o processo em casa.

Além disso, ficou comprovado que o filho da parlamentar, de quatro anos, depende exclusivamente dos cuidados da mãe. Apesar do benefício, Fabiane deve cumprir algumas regras como, por exemplo, se apresentar todos os meses, não sair da cidade onde vive e não entrar em contato com pessoas ligadas ao processo.

Segundo a denúncia, o esquema de ‘rachadinha’ teria acontecido entre 2016 e 2018. Veja quem são os outros denunciados e os seus crimes:

  • Jonatas Joaquim da Silva, marido da vereadora: concussão e peculato;
  • Maria Carolina Brassanini Centa Bremer, ex-chefe de gabinete: concussão;
  • Anabela Marisa de Sousa Monteiro, empregada da parlamentar: peculato;

Redação Paraná Portal