Destaques

CCJ aprova projeto que acaba com função de cobrador em Curitiba

Os vereadores da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal de Curitiba aprovaram nesta terça-feira (02), o projeto da prefeitura que prevê a exclusividade da bilhetagem eletrônica no transporte coletivo de Curitiba. A proposta agora segue para a Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização da casa.

Na prática, o projeto acaba com a função do cobrador de ônibus e o pagamento da tarifa seria feito somente via cartão-transporte. De acordo com a prefeitura, a alteração traria mais segurança ao sistema, já que acabaria com a circulação de dinheiro.

Porém, o projeto recebeu críticas do sindicato que representa motoristas e cobradores. As empresas de transporte garantiram que a informatização do sistema estava prevista em acordo coletivo e que os cobradores poderão passar por uma requalificação para serem realocados em outras funções.

Junto com o projeto da prefeitua, tramita um substitutivo geral do vereador Tico Kuzma (Pros), que estabelece uma mudança gradual no serviço. Segundo o texto, as empresas só poderiam extinguir vagas em caso de aposentadoria, demissão, adesão a Plano de Demissão Voluntária (PDV) ou quando o cobrador aceitar desempenhar outra função na empresa.

(Foto: Daniel Castellano/SMCS)

Escreva um comentário