Destaques

Chuva de granizo afeta mais de 13 mil pessoas no Paraná

Um novo boletim divulgado na tarde desta quinta-feira (19) calcula 13.029 pessoas afetadas pela chuva de granizo no Paraná. Ao todo, 24 municípios foram atingidos e 269 pessoas ficaram desabrigadas. Segundo a Defesa Civil, o granizo em Curitiba afetou 1.200 pessoas.

A tempestade afetou, sobretudo, cidades da Região Metropolitana de Curitiba e dos Campos Gerais, na região central do Paraná. Granizo e vendaval foram as principais causas dos estragos.

O chefe do Centro Estadual de Gerenciamento de Risco de Desastres, capitão Anderson Gomes das Neves, destaca que não houve feridos durante a chuva de granizo. No entanto, a possibilidade não foi totalmente descartada.

“Tivemos a entrada rápida desta frente fria que trouxe muita chuva para a região. Na realidade, houve muito granizo. Isso acaba afetando principalmente as casas com telhas laminadas”, disse o capitão da Defesa Civil ao Paraná Portal.

Chuva de granizo em Curitiba

Curitiba foi uma das cidades mais afetadas pela chuva de granizo desta quarta-feira (19). As regiões sul, norte e leste da capital foram as mais afetadas.

A Defesa Civil do Paraná estima que 1.200 pessoas foram diretamente afetadas pelas intempéries. Apenas na capital, 300 casas fora danificadas pelos alagamentos ou pelas telhas quebradas devido ao ganizo.

Casas danificadas no Paraná

Na terceira atualização da Defesa Civil do Paraná desde o início dos temporais, foram calculadas quase 4 mil casas afetadas pelo granizo e vendaval.

O caso mais grave foi registrado em Piraquara. Neste município da Região Metropolitana de Curitiba, uma casa foi completamente destruída pela chuva.

Houve, ainda, a contagem de 3.920 casas afetadas em todo o Paraná. Carambeí, nos Campos Gerais, lidera as ocorrências: cerca de 1.500 residências ficaram danificadas pela força da chuva de granizo.

“Esses eventos geralmente acontecem de forma muito rápida. O granizo e o vendaval afetaram com força Carambeí, levantando e quebrando muitas telhas. Por isso, o número alto”, analisou o capitão Anderson Gomes das Neves.

Angelo Sfair – Paraná Portal
Foto: Ana Flávia Silva/BandNews FM Curitiba

Escreva um comentário