Faciap na luta

O presidente da Faciap, Fernando Moraes, se reuniu nesta tarde da última quarta-feira, 14, com os secretários de Estado do Planejamento, Valdemar Bernardo Jorge, e da Fazenda, Renê Garcia Júnior, para discutir possíveis soluções para a crise no setor empresarial paranaense em função do estado de calamidade pública em que vivemos. Em ofício encaminhado ao governo do Estado, no último dia 7, Fernando Moraes sugeriu a instituição de um Programa de Remissão Fiscal Emergencial (Refis) para os débitos tributários e não tributários (multas e juros) estaduais, bem como o parcelamento de débitos relativo a dívidas ocorridas nesse período. “É indispensável o auxílio da administração pública para conter a recessão que se aproxima com o endividamento de empresas em todo o Estado do Paraná”, afirma Moraes.

Bússola da Transformação Digital

Até o dia 30 de maio, indústrias paranaenses dos mais variados segmentos podem participar da pesquisa desenvolvida pelo Observatório do Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Sistema Fiep) para elaboração da 1ª edição da Bússola da Transformação Digital. Trata-se de uma ferramenta inédita e gratuita, que será fundamental para que as empresas identifiquem os passos que devem percorrer para incorporar novas tecnologias em seus processos produtivos, adequarem-se às necessidades do mercado, fortalecer o ambiente de negócios para alcançar a transformação digital e aumentar sua competividade no setor. Para participar basta acessar o link transformacaodigital.org.br e responder ao questionário completo. Mais informações no site www.observatoriosistemafiep.org.br ou pelo e-mail bussolasdaindustria@sistemafiep.org.br ou (41) 98865-6719

ACIM e a PR-317

Depois de muito esforço da sociedade civil, em especial da Associação Comercial e Industrial de Maringá (ACIM), que doou o anteprojeto da obra, o Departamento de Estradas e Rodagem (DER/PR), órgão do governo estadual, publicou na última quinta-feira, 15, o edital de licitação para a duplicação da PR-317 entre Maringá a Iguaraçu, numa extensão de 21,82 quilômetros, cinco quilômetros de vias marginais, interseções em desnível, cinco retornos, duas passarelas e a duplicação da ponte sobre o Rio Pirapó. A licitação está prevista para o próximo dia 25 de maio. O prazo para conclusão é de 720 dias após a assinatura da ordem de serviço.

Empregos no Paraná

O Paraná lidera o ranking do Sistema Nacional de Emprego (SINE) com 21.717 trabalhadores com carteira assinada colocados no mercado de trabalho pelas Agências do Trabalhador no primeiro trimestre de 2021. Os dados são da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego do Ministério da Economia e levam em conta empregos intermediados. O número é 95,7 % superior ao segundo colocado, o Ceará, com 11.096 colocações no mercado. Em seguida estão Mato Grosso do Sul (6.796), São Paulo (6.371), Minas Gerais (4.525) e Mato Grosso (4.202). Em relação aos estados do Sul, a diferença é ainda maior. No Paraná, o número de vagas preenchidas com intermédio das agências foi 572% superior ao Rio Grande do Sul (3.792) e 1.040% em relação a Santa Catarina (2.261).

Frimesa conquista prêmio

A campanha de marketing “Um Ano de Mercado Grátis”, realizada pela Frimesa em 2020, rendeu à cooperativa central o título de campeã na categoria varejo em mais uma edição do Prêmio Quem é Quem que marcou a abertura da Avesui Online 2021. O evento, organizado pela Gessulli Agribussines, revelou os vencedores das 11 categorias e aconteceu no dia 12 de abril. A escolha foi feita por votação de integrantes do setor e a avaliação de especialistas no agronegócio. A campanha “Um Ano de Mercado Grátis” teve como foco principal fortalecer a marca e manter a comunicação com consumidores, times de vendas e clientes. Esse é o sétimo título da Frimesa no Prêmio que vem sendo realizado desde 2016.

Programa Tecnova II

Terminou na última sexta-feira, 16, o prazo para submissões de projetos no Programa Tecnova II. Parceria entre o Governo do Estado, por meio da Fundação Araucária, e a Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, o programa conta com R$ 9,5 milhões e se destina à subvenção econômica de até 25 projetos de inovação tecnológica. Tem como áreas prioritárias a Agronomia (Agricultura/Agronegócio); a Saúde (Ciências da Saúde/Biomedicina/Biotecnologia); Energias Alternativas; a Metalmecânica/Eletroeletrônica e a Tecnologia da Informação e Comunicação. Em caráter excepcional, terá como finalidade secundária o apoio a projetos de pesquisa e inovação que contribuam para o desenvolvimento de novas soluções com foco emergencial no enfrentamento da pandemia.

Cooperativas paranaenses

Dados divulgados pelo Banco Central (BC) revelam que as cooperativas paranaenses figuram entre as 10 maiores cooperativas de crédito do Brasil. No levantamento não há distinção entre singulares e centrais. Em total de ativos, por exemplo, a Sicredi Central PR/SP/RJ está em primeiro lugar e a Sicredi União PR/SP em 10º lugar. Já em Patrimônio Líquido, a Credicoamo ocupa a 3ª colocação e a Uniprime Norte do Paraná, a 10ª. No item carteira de crédito, aparecem Sicredi Vanguarda PR/SP/RJ (5º lugar); Sicredi União PR/SP (6º) e Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP (7º). Em depósitos, a Sicredi União PR/SP está em 3º lugar, a Sicredi Vanguarda PR/SP/RJ em 4º e a Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP em 10º. Em quantidade de associados, as paranaenses Sicredi União PR/SP, Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP e Sicredi Vanguarda PR/SP/RJ, estão listadas em 2º, 3º e 4º lugares, respectivamente, no ranking do BC.

Produção agropecuária em SC

Em 2020, o Valor de Produção Agropecuária (VPA) de Santa Catarina ficou em R$ 40,9 bilhões, o maior da história, superando o recorde anterior, alcançado em 2017. No ano passado, a agropecuária catarinense também bateu a melhor marca em relação à participação no valor de exportações do Estado: 70,2%. Estes e outros números fazem parte da 41ª edição da Síntese Anual da Agricultura de Santa Catarina, publicação da Epagri/Cepa lançada em evento virtual. Na ocasião também foi lançado o livro Indicadores de Desempenho da Agropecuária e do Agronegócio de Santa Catarina 2019/2020. As duas publicações trazem os resultados do mais recente ciclo agrícola do Estado.

Estoque de etanol

O início oficial da safra 2021/22 de cana-de-açúcar, 1º de abril, encontrou estoques de etanol mais baixos em relação à posição registrada no mesmo período do ano anterior. Segundo números divulgados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), as unidades do Centro-Sul armazenavam 1,99 bilhão de litros, queda anual de 3,6%. Esta foi a primeira vez que o setor registrou uma redução nos estoques no comparativo anual desde 1º de março de 2020. De acordo com a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), isto é justificado por uma queda na produção e um aumento nas vendas em março. 

Exportações do agro

As exportações do agronegócio brasileiro atingiram o valor recorde para o mês de março, alcançando US$ 11,57 bilhões. Segundo o Ministério da Agricultura, a cifra nunca havia ultrapassado US$ 10 bilhões para os meses de março, em toda a série histórica desde 1997. O valor é 28,6% superior aos US$ 9 bilhões no mesmo período de 2020. Um dos motivos que explicam o bom desempenho do agronegócio é o aumento dos preços dos produtos exportados, que registraram alta de 8,7% na comparação com março de 2020. A quantidade vendida ao exterior registrou aumento de 18,3%. O complexo soja foi o setor de maior destaque, com aumento nas exportações absolutas de US$ 1,66 bilhão. O setor de carnes também bateu recorde de exportações, ao totalizar US$ 1,6 bilhão, alta de 16,1%.

Exportação de ovos

As exportações brasileiras de ovos fecharam o primeiro trimestre de 2021 com alta de 142,5% na comparação com o mesmo período em 2020, informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) na última quinta-feira, 15. Foram 3,773 mil toneladas embarcadas, que elevaram também a receita, alcançando US$ 5,01 milhões, número 154,3% maior que o obtido no primeiro trimestre de 2020, quando valor foi de US$ 2 milhões. Apenas em março, as vendas para o exterior alcançaram 596 toneladas, 106,8% a mais do que o mesmo mês no ano anterior e com aumento no faturamento de 160,5%. A maior parte dos embarques teve como destino os Emirados Árabes Unidos, responsáveis por 72,9% do total das vendas no primeiro trimestre.

Agricultura sustentável

O agronegócio brasileiro vem se comprometendo cada vez mais com a adoção de práticas que poupam os recursos naturais e diminuem a emissão de carbono para a atmosfera. Essa é a conclusão do artigo Desenvolvimento da agricultura de baixo carbono no Brasil, publicado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), órgão vinculado ao Ministério da Economia. “A adoção de tecnologias que diminuem a emissão de gases de efeito estufa na agropecuária faz do Brasil um dos principais protagonistas no debate mundial sobre mudanças climáticas”, aponta Tiago Santos Telles, pesquisador do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-Paraná) e um dos autores da pesquisa.

Serviços prestados

O volume de serviços prestados no País cresceu 3,7% em fevereiro em relação a janeiro. Após nove meses consecutivos de avanços, o setor enfim recuperou as perdas provocadas pela pandemia, e já opera em patamar 0,9% superior ao de fevereiro de 2020, antes que a crise sanitária se agravasse no Brasil, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços divulgados na última quinta-feira, 15, pelo IBGE. O bom desempenho do setor de serviços surpreendeu analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que estimavam uma alta mediana de 1,30%. O crescimento em fevereiro foi resultado de avanços nas cinco atividades pesquisadas, mas teve um impulso maior da expansão do comércio eletrônico no País

Escreva um comentário