Um levantamento da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde), considerando dados até a manhã de hoje (12), revela que metade dos municípios do Paraná suspendeu a aplicação da 2ª dose da vacina contra a covid-19 por falta da CoronaVac.

Segundo Sesa, até a sexta-feira a situação deve ser equilibrada, com a distribuição de mais 242 mil doses produzidas pela Astrazeneca e outras 57 mil da CoronaVac. Os imunizantes chegaram ao Paraná no último final de semana.

Segundo o governo do estado, mais de 33 mil vacinas foram destinadas para ajustar a segunda dose no público prioritário vacinado com a primeira.

São principalmente os trabalhadores de saúde e os idosos espalhados por estas cidades que estão enfrentando dificuldades.

Na reunião da frente parlamentar da Covid-19 da Assembleia Legislativa, ontem (11), a secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, garantiu que em Curitiba não há falta de vacina para aplicação da segunda dose até o momento.

Segundo os últimos dados do Vacinômetro, o Paraná já recebeu 2.528.809 doses para a primeira aplicação. Deste volume, já foram aplicadas 2.033.114, o equivalente a 80,5% do total.

Para segunda aplicação já chegaram ao estado 1.221.111 doses. Deste total foram aplicadas 1.081.317 doses, o equivalente a 88,6%.

A recomendação é que a segunda dose da CoronaVac seja aplicada de 21 a 28 dias após a primeira dose.

Escreva um comentário