Redação – Paraná Portal
Foto: José Fernando Ogura

Covid: Hospitais de Curitiba lotam e suspendem atendimentos a novos pacientes

Dois hospitais de Curitiba fecharam o pronto atendimento devido ao crescimento dos casos de covid-19. O Hospital Marcelino Champagnat suspendeu a entrada de novos pacientes nesta quarta-feira (3). A medida já havia sido tomada pelo Hospital Nossa Senhora das Graças ontem.

Em ambos os casos, os hospitais são claros: o serviço de pronto atendimento é suspenso temporariamente tanto para casos de covid quanto para outros problemas de Saúde e não há previsão para normalização do sistema.

De acordo com o painel da transparência atualizado pelo governo estadual, três hospitais (Evangélico, do Trabalhador e de Reabilitação) estão 100% das UTIs para adultos lotadas.

Outras cinco instituições também têm ocupação de 80% ou mais: Hospital da Cruz Vermelha, Santa Casa, Hospital de Clínicas, Hospital São Vicente Centro, Hospital Vitória/UPA Boqueirão.

O cenário do esgotamento nos atendimentos hospitalares na capital paranaense são reflexos do que acontece em todo o Paraná: são 699 pessoas esperando por leitos de UTI ou enfermaria.

De acordo com o último boletim, Curitiba acumula 143.663 casos e 2.961 mortes por coronavírus. São 8.279 casos ativos, que significa o número de pessoas com potencial de transmissão do vírus. 93% das UTIs da rede pública estão ocupadas: dos 383 leitos existentes, restam 27 livres.

Segundo a prefeitura, 71.574 pessoas receberam a primeira dose da vacina. Destas, 27.734 pessoas receberam a segunda aplicação e foram imunizadas.

Curitiba recebeu 94.420 doses de vacinas para serem usadas na primeira aplicação, sendo 43.680 do imunizante produzido pela Universidade de Oxford e pelo Laboratório AstraZeneca. Além disso, o município recebeu outras 44.870 vacinas da CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, para aplicar a segunda dose.

A campanha de vacinação em Curitiba é feita nos grupos prioritários. Neste momento, são 13 pontos espalhados pela cidade, sendo três deles drive-thru, e com expectativa de atendimento a idosos de 82 anos ou mais.

Escreva um comentário