Redação – Paraná Portal
Foto: Divulgação/Sanepar

Curitiba e os municípios que compõem a Região Metropolitana seguem em estado de alerta para a grave crise hídrica que o Paraná atravessa. De acordo com a Sanepar, choveu apenas 0,6 milímetro na Capital e região em abril, volume que dificulta atingir a média histórica para o mês, que é de 81,2 mm.

Diante do quadro, a Sanepar alerta para a necessidade de manter o uso racional da água. Na Região Metropolitana de Curitiba o rodízio no abastecimento continua em vigor há mais de um ano.

Nesta segunda-feira (19), o nível de abastecimento do Sistema de Abastecimento de Água Integrado de Curitiba (Saic) é de 57,50%.

No primeiro trimestre de 2021, segundo dados do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), as chuvas na RMC somaram 380 milímetros, abaixo da média histórica para o período, que é de 460 mm. Em 2020, o volume de precipitações do primeiro trimestre foi de 247 mm.

“Esse balanço trimestral abaixo da média mostra que ainda não conseguimos recuperar os passivos anteriores que baixaram os níveis das nossas barragens ao longo de 2020”, afirma o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Julio Gonchorosky.

Ele afirma que as informações meteorológicas disponíveis no momento indicam que estamos a caminho da superação da crise hídrica com o término do fenômeno La Niña ainda no primeiro semestre. Mas é preciso precaução.

“Existe um déficit hídrico a ser superado, o que só vai ocorrer quando tivermos chuvas acima da média por um período regular. Isso ainda não ocorreu. Portanto, temos que manter a cautela e o uso econômico da água. Tanto o rodízio como a economia por parte da população podem assegurar níveis de reservação suficientes para os próximos meses”, completa.

Em Guarapuava, Ponta Grossa, Londrina, Maringá e Umuarama, não foi registrada nenhuma chuva. As regiões Oeste e Sudoeste já se encontram em estado de alerta para o abastecimento de água, uma vez que a falta de chuvas baixou a vazão de rios e poços.

Escreva um comentário