Redação – Paraná Portal
Foto: Arquivo/Agência Brasil

O boletim semanal da dengue, divulgado nesta terça-feira (13) pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) confirmou 870 casos novos da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

Desde o início do atual período epidemiológico, iniciado em agosto de 2020, o Paraná acumula 32 óbitos e 26.672 casos confirmados. Além disso, existem mais de 90 mil notificações e 4.420 em investigação.

Dos 399 municípios paranaenses, 361 já notificaram casos suspeitos e 287 confirmaram pelo menos um diagnóstico de dengue, um a mais do que no boletim passado. Há casos confirmados em todas as 22 regionais de saúde do Estado.

Entre todos os casos confirmados, apenas 53 foram contraídos fora do Paraná. O indicador confirma que o vírus circula com força em todas as regiões do estado.

As medidas de combate à dengue já são bem conhecidas e envolvem a eliminação de todos os pontos que possam acumular água parada como vasos de plantas, calhas, lajes, ralos, entre outros; estas ações devem ser diárias tantos nos ambientes domiciliares como nos locais de trabalho e áreas públicas.

A Secretaria da Saúde recomenda a verificação constante dos quintais e dentro das residências para a eliminação dos criadouros do mosquito da dengue, o Aedes aegypti.

“O vírus da dengue está circulando no Estado e não podemos baixar a guarda em relação à doença; a dengue pode evoluir para casos graves e causar a morte”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

MORTES POR DENGUE NO PARANÁ

Nesta semana, nenhuma morte foi incluída aos registros oficiais da dengue no Paraná. Considerando o ciclo epidemiológico iniciado em agosto do ano passado, o Estado acumula 32 óbitos.

As regionais de saúde que registraram mortes por dengue foram: Londrina (14), Foz do Iguaçu (5), Paranaguá (5), Maringá (3), Paranavaí (2), Campo Mourão (2) e Apucarana (1).

Escreva um comentário