Bombando

Diretora de escolinha particular acusada de agredir crianças deve se apresentar a Polícia Civil em Curitiba

Uma diretora da escolinha particular de educação Infantil Cimdy, que atende cerca de 75 crianças de quatro meses a cinco anos há mai de 20 anos no Água Verde em Curitiba, está sendo investigada pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (Nucria) da Polícia Civil, pela denúncia realizado por professoras e pais de alunos, de agressão à crianças. Até agora foram ouvidas 15 testemunhas e, segundo seu advogado, ela deve se encaminhar a delegacia para prestar o seu depoimento.

O boletim de ocorrência foi registrado na segunda-feira (1) e a partir de então, a polícia não para de receber denúncias em relação a diretora, incluindo provas em vídeos das agressões, que está circulando nos grupos de WhatsApp de pais de escolas. Em um dos vídeos, a suspeita tapa a boca de uma criança até ela desmaiar. Em outro, ela bate no rosto de duas crianças.

(Foto:Reprodução/Google StreetView)

Escreva um comentário