Cidades

Dono de tabacaria é preso em Quatro Barras por promover festa com aglomeração

O dono de uma tabacaria de Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba, foi detido por organizar uma festa e promover aglomeração de pessoas em plena pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A Guarda Municipal de Quatro Barras foi acionada e encaminhou o responsável pelo espaço à delegacia da Polícia Civil.

Por meio de uma denúncia anônima, as autoridades foram informadas de que a tabacaria estava funcionando com as portas baixadas. A movimentação de pessoas, a aglomeração e o som alto chamaram a atenção.

Os agentes da Guarda Municipal foram até o local e chamou pelos responsáveis, mas ninguém atendeu devido ao som alto. Mas, quando perceberam a presença dos guardas, apagaram as luzes e desligaram o som.

Uma nova tentativa de abordagem foi feita sem sucesso. A Guarda Municipal usou spray de pimenta para que o dono da tabacaria abrisse as portas a atendesse a solicitação.

O homem de 27 anos se apresentou como dono do local, mas negou ter promovido uma festa com aglomeração de pessoas. Primeiramente, afirmou aos guardas que havia apenas quatro pessoas.

Mas, em um busca mais atenta, a Guarda Municipal subiu ao telhado e encontrou 10 pessoas escondidas.

DONO DE TABACARIA DE QUATRO BARRAS PRESO POR FESTA E AGLOMERAÇÃO

O dono da tabacaria foi encaminhado à delegacia da Polícia Civil em Quatro Barras. Ele pode ser indiciado por crimes contra a saúde pública e propagação de epidemia. Além disso, devido ao som alto, pode responder pela perturbação do sossego.

Entre os participantes da festa, nesta sexta-feira (17) à noite, de acordo com a Guarda Municipal, havia pessoas com suspeita de Covid-19.

Os nomes dos participantes da festa e do dono da tabacaria foram informados à Secretaria Municipal da Saúde de Quatro Barras. Se confirmadas as suspeitas de desobediência ao isolamento, eles podem ser punidos civilmente.

*Com informações da CBN Curitiba

Escreva um comentário