Bombando

Empresa do vizinho de Beto Richa acusada de fraudes em manutenção de carros.

“A Polícia Civil deflagrou, nesta terça-feira (28), a operação “Peça Chave” contra fraudes na manutenção de viaturas do estado do Paraná. Foram expedidos 15 mandados de prisão temporária e 29 mandados de busca e apreensão em Curitiba contra pessoas ligadas à empresa JMK, contratada pelo estado para fazer a manutenção dos veículos. De acordo com a Polícia Civil, o esquema teria lesado os cofres públicos em mais de R$ 125 milhões. Segundo a investigação, eram feitas a falsificação e a adulteração em orçamentos de oficinas mecânicas, aumentando o valor do serviço prestado. Também seriam utilizadas peças de qualidade e preço inferiores na manutenção de ambulâncias e viaturas policiais, mesmo que o valor cobrado do estado correspondesse ao preço de peças originais.”

“Além dos mandados, foram cumpridas ordens judiciais para o bloqueio de contas bancárias e a apreensão de 24 veículos de luxo. Um dos endereços em que foram cumpridos mandados de busca e apreensão fica no prédio onde mora o ex-governador Beto Richa (PSDB), em Curitiba. A polícia, entretanto, não apontou uma possível ligação do tucano com os fatos investigados pela operação. Segundo investigadores, isso foi uma coincidência.”



Copyright © 2019, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

Escreva um comentário

%d blogueiros gostam disto: