Jorge de Sousa – Paraná Portal
Foto: Ari Dias/AEN

O Governo do Paraná emitiu o decreto 7.122/2021 nesta terça-feira (16) e prorrogou as medidas restritivas contra a Covid-19 até o dia 1º de abril (quinta-feira).

As principais medidas de restrição são a proibição da circulação de pessoas entre às 20h e 5h, com exceção de profissionais de atividades essenciais.

Nessa faixa de horário também é vedada a venda e consumo em locais públicos e coletivos de bebidas alcoólicas.

O decreto ainda estabelece que serviços e atividades não essenciais não poderão funcionar durante os próximos dois fins de semana, embora restaurantes e lanchonetes possam funcionar na modalidade delivery aos sábados e domingos.

Restaurantes e lanchonetes podem funcionar na modalidade presencial e com 50% da ocupação de segunda a sexta-feira, das 10h às 20h. Já shoppings centers têm autorização para atuarem das 11h às 20h, também com metade da ocupação e cinco dias por semana.

Já os comércios de rua e galerias comerciais irão seguir um modelo de funcionamento seguindo de acordo o tamanho dos municípios:

  • cidades com até 50 mil habitantes podem estabelecer regramento próprio para esses serviços;
  • cidades com mais de 50 mil habitantes devem estabelecer no mínimo horário das 10h às 17h, de segunda a sexta-feira e com 50% de ocupação máxima.

As aulas presenciais na rede estadual de ensino irão seguir suspensas, enquanto as atividades religiosas devem ocorrer com no máximo 15% da ocupação máxima do local.

Por fim, seguem suspensas atividades voltadas ao setor cultural e de eventos, como casas de shows, circos, teatros, cinemas, museus, casas de festas e espaços para convenções, além de bares e casas noturnas .

“Contamos com o bom senso de toda a população para seguir as restrições impostas pelo Decreto, como o toque de recolher e o isolamento social mais intenso aos fins de semana. Ainda não é momento de manter uma rotina normal. É momento de preservar vidas, evitar deslocamentos, adiar compromissos. Temos que fazer esse esforço diante dessa nova variante do vírus, que é avassaladora”, explicou o governador do Paraná, Ratinho Junior.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o Paraná quebrou nesta terça-feira o recorde de mortes diárias, com 310 novos óbitos registrados nas últimas 24 horas.

O estado ainda conta com 2.468 pacientes internados em hospitais da rede pública e privada, sendo 1.116 em leitos de UTI, cuja taxa de ocupação está na casa dos 96%.

Escreva um comentário