Bombando

Homem negro morre espancado por seguranças do Carrefour, em Porto Alegre


Um homem negro morreu depois de ter sido espancado por seguranças do supermercado Carrefour, em Porto Alegre. O caso aconteceu na noite desta quinta-feira (20), no bairro Passo d’Areia, na zona norte da capital do Rio Grande do Sul.

João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, era conhecido como Beto estava no mercado com a esposa e discutiu com uma funcionária, que chamou os seguranças. Os agentes teriam levado o homem para fora do estabelecimento, episódio que gerou revolta à vítima.

Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram João sendo agredido pelos dois homens brancos já na parte de fora do Carrefour. A dupla derruba e imobiliza o homem negro, que passa a sofrer diversos socos na cabeça. Em outro registro, uma funcionária do mercado ainda grava a cena e tenta evitar outra gravação. Nesse momento, a vítima já estava ensanguentado e deitado no chão. Assista a um vídeo, que contém cenas fortes, no fim da matéria.

A polícia de Porto Alegre investiga o caso e encaminhou os dois seguranças para a Delegacia de Homicídios. A dupla poderá ser autuada em flagrante por homicídio qualificado. Ao UOL, o delegado plantonista Leandro Badoia disse que ambos ficaram em silêncio no depoimento. A esposa da vítima foi ouvida e disse que não presenciou as agressões. Ainda são esperados os laudos da perícia, para confirmar a causa da morte, e mais imagens do mercado para o indiciamento ser realizado.

CARREFOUR DIZ QUE VAI ROMPER CONTRATO COM EMPRESA DE SEGURANÇA

O Carrefour classificou a morte de Alberto Silveira Freitas como brutal e afirma que vai romper o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão.

“O funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente será desligado. Em respeito à vítima, a loja será fechada. Entraremos em contato com a família do senhor João Alberto para dar o suporte necessário”, diz trecho do posicionamento publicado na madrugada desta sexta-feira (20).

“O Carrefour lamenta profundamente o caso. Para nós, nenhum tipo de violência e intolerância é admissível, e não aceitamos que situações como estas aconteçam. Estamos profundamente conternados com tudo que aconteceu e acompanhemos os desdobramentos do caso, oferecendo todo suporte para as autoridades locais”, completa.

 

MORTE DE HOMEM NEGRO NO CARREFOUR DE PORTO ALEGRE GERA REVOLTA E PROTESTOS SÃO MARCADOS

A morte de João Alberto Silveira Freitas causa muita revolta nas redes sociais já que o caso aconteceu na véspera do Dia da Consciência Negra.

No Twitter, já são mais de 70 mil tweets sobre o episódio. A imensa maioria dos usuários cobram punições ao Carrefour e protestam contra a violência racial.

Manuela D’Ávila (PCdoB), candidata à Prefeitura de Porto Alegre, afirmou que “as imagens dizem muito” e que fará um protesto às 18h desta sexta-feira em frente ao Carrefour.

Já a bancada negra de vereadores eleitos nessa semana optou por transformar a coletiva de imprensa do Dia da Consciência Negra para um ato na frente do supermercado da zona norte de Porto Alegre, às 9h30 da manhã. O grupo é formado por Matheus Gomes (PSOL), Karen Santos (PSOL), Laura Sito (PT), Bruna Rodrigues (PCdoB) e Daiana Santos (PCdoB).

 

VÍDEO DE HOMEM SENDO AGREDIDO NO CARREFOUR CONTÉM CENAS FORTES

Assista ao vídeo que precedem a morte de Beto no Carrefour.

 

Redação Paraná Portal
Foto: Reprodução/Redes sociais

Escreva um comentário