Apesar do cenário atípico e das incertezas com relação à pandemia da covid-19, o setor industrial do Paraná está otimista para a retomada da economia no estado em 2021, de acordo com a Sondagem Industrial da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), divulgada nesta quarta-feira (16).

Segundo o levantamento anual, 68% dos empresários paranaenses acreditam que o próximo ano será de retomada para o setor, com boa performance nos negócios.

A mostra coletada pela Fiep representa mais de 50 mil estabelecimentos industriais de 37 segmentos, que geram 792 mil empregos no estado.

O resultado da Sondagem apresentou queda no comparativo ao ano passado, quando 79% dos empresários projetavam otimismo com 2020, em um cenário que antecedeu a pandemia.

Os empresários justificam a confiança para o próximo ano com uma expectativa de aumento das vendas de seus produtos, sinalizado por 71% deles. Já 40% apostam em abertura de novos mercados, 34% devem fazer novos investimentos, 33% devem incorporar novos modelos de negócios e 31% acreditam num controle da pandemia do coronavírus no país.

O estudo indica ainda que 27% dos empresários se manifestaram neutros, enquanto 4,5% estão pessimistas com o futuro dos negócios, principalmente pelo aumento dos custos de matéria-prima, a redução nas vendas e a restrição de novos investimentos.

Para o presidente da Fiep, Carlos Valter Martins Pedro, o nível de otimismo menor este ano se justifica em decorrência do momento de grandes incertezas pela qual as economias brasileira e mundial estão passando.

“O dado sinaliza uma preocupação, mas também que o empresário acredita que a economia e, principalmente sua atividade, estão em uma trajetória de recuperação. Mas é importante lembrar que mesmo com uma visão positiva sobre o futuro da economia, o industrial entende que não se pode perder de vista a implementação de ações concretas para a retomada em 2021, assim como para a melhoria do ambiente de negócios no país, no longo prazo, por meio de medidas como as reformas fiscal, tributária e administrativa”, observa o presidente da Fiep.

SETOR INDUSTRIAL PISA NO FREIO DE INVESTIMENTOS, MAS FECHA ANO COM DESEMPENHO POSITIVO

Para 59% dos industriais paranaenses, as empresas tiveram um desempenho bom ou muito bom em 2020. O crescimento das vendas e a abertura de novos mercados foi a justificativa para a reação do setor no ano.

Apenas 15% dos participantes assinalaram que o ano foi ruim ou muito ruim. O que mais impactou nesse resultado foi a redução das vendas decorrente da crise econômica gerada pela pandemia, o aumento dos custos e a escassez de matéria prima.

A pesquisa também mostrou quais foram as principais medidas que as indústrias paranaenses adotaram para enfrentar a crise motivada pela covid-19. Suspensões de viagens e de reuniões profissionais, prorrogação de pagamentos (de impostos, fornecedores e salários, entre outras obrigações) e adiamento de investimentos foram as principais ações apontadas.

Nesse último item, 35,6% das empresas afirmaram ter realizado 0% do investimento previsto para o ano, enquanto 27,9% realizaram apenas de 1% a 25% do investimento planejado.

SONDAGEM INDUSTRIAL DA FIEP COMPLETA 25 ANOS

O levantamento anual da Fiep ocorre há 25 anos e é termômetro do setor no estado, sendo a principal ferramenta de avaliação de desempenho no ano e de perspectivas para o próximo período.

A 25ª Sondagem Industrial da Fiep foi realizada entre 15 de outubro e 26 de novembro, com representantes de empresas de diferentes portes em todas as regiões do estado.

Redação – Paraná Portal
Foto: Arquivo ANPr

Escreva um comentário