O presidente estadual do MDB, ex-deputado federal, João Arruda, é candidato à Prefeitura de Curitiba nas eleições de 2020. Ele manifestou sua posição oficial nesta terça-feira quando disse que Curitiba precisa se transformar em modelo em empreendedorismo e na capital da produção. “Curitiba é melhor que muitas capitais do Brasil, mas é preciso dar o próximo passo.  Vamos fazer  capacitação direcionada para o nosso mercado, estabelecer linhas de crédito e facilitar a vida dos nossos empreendedores Curitibanos. Vamos priorizar o emprego”, afirmou.

A intenção do partido, o MDB, dirigido por Arruda, é lançar candidatos na maioria das cidades do Estado. O MDB de Curitiba realiza nesta quarta-feira, 26, a partir das 19h na sede do diretório estadual, o primeiro encontro com vistas às eleições municipais de outubro de 2020.

“Vamos estabelecer um plano de trabalho de fortalecimento do partido. Teremos coordenadores regionais nos bairros, comissões temáticas e vamos reafirmar o compromisso com a candidatura própria a prefeito”, disse o presidente estadual, o ex-deputado João Arruda.

Participarão do encontro os deputados Anibelli Neto e Requião Filho, a vereadora Noêmia Rocha e o vereador Professor Silberto, além de lideranças e da militância de vários setores do partido. Segundo Arruda, no segundo semestre, o MDB vai eleger, através de convenção, um novo diretório que vai escolher a chapa de vereadores e o candidato do partido que disputará a prefeitura de Curitiba.

A escolha dos candidatos a vereador passará pelas coordenações que o MDB vai implantar na maioria dos bairros. “Teremos comissões temáticas por segmento que vão contribuir na construção de um plano de governo que terá como prioridades as áreas de educação, saúde pública, transporte, infraestrutura e emprego. Teremos também comissões na área da cultura, do esporte, meio ambiente e todas as outras áreas”.

Candidatos nas grandes cidades

O partido, adianta João Arruda, terá candidatos a prefeito na maioria – e principalmente nas grandes – cidades paranaenses. Ele citou os pré-candidatos Julio Küller em Ponta Grossa e João Nieckars em Guarapuava. “Nas grandes cidades, com televisão e rádio, vamos ter candidato próprio, Isso vai ajudar a alavancar as candidaturas a vereador”.

“O MDB se tornou atrativo porque não tem muitos parlamentares. Isso faz com que novos grupos, novas pessoas, novas lideranças venham construir o partido e com chances reais de se eleger. Vamos ter chapas de vereador nas maiores cidades do Paraná e os deputados federais e estaduais estão cuidando das cidades menores”, completa João Arruda.

O plano de governo do partido – além da saúde e educação públicas de qualidade – vai focar na geração de emprego e renda. “Já fomos referência em relação à política de incentivos a pequenas empresas. Queremos aprimorar esse trabalho através de campanhas municipais para implantar um modelo semelhante para os municípios, agregando a capacitação, qualificação e incentivo à produção”.

O presidente ainda deu a linha do perfil das candidaturas a vereador e a prefeitos pelo partido. “Os candidatos terão que ter afinidades com as bandeiras do MDB na saúde pública, educação, serviço público de qualidade, a causa animal e ambiental, entre outras. A partir do segundo semestre do ano que vem, teremos encontros regionais, cursos de capacitação e campanhas de filiação em todo o estado do Paraná”, adianta.

Alianças e diálogo com partidos

O MDB, segundo João Arruda, também avalia o arco de alianças para 2020 sem os partidos dos extremos (esquerda e direita). “Queremos assumir uma posição de centro, de equilíbrio, de maturidade, e de construção de uma sociedade através de propostas viáveis, com os pés no chão, sem mentiras, sem falsas promessas, mas com programas que melhorem a vida das pessoas”.

“Vamos dialogar com todos os partidos que queiram um projeto equilibrado, maduro, viável, que apresente respostas diante da realidade que vivemos. A população está decepcionada em relação aos governos Bolsonaro e Ratinho Junior e nós vamos apresentar um projeto para as cidades do Paraná, buscar aliados que tenham o mesmo entendimento, que queiram fortalecer as cidades e as políticas públicas que melhorem a vida das pessoas”, completou João Arruda

Escreva um comentário