Redação – Paraná Portal
Foto: Divulgação/SEDEST/IAT

Uma força-tarefa do Governo do Paraná identificou mais de 110 hectares de desmatamento ilegal no Litoral do estado, área verde equivalente a 140 campos de futebol. O balanço da fiscalização foi divulgado nesta terça-feira (3) pelo Instituto Água e Terra (IAT).

Ao todo, foram lavrados 43 Autos de Infração Ambiental (AIA), totalizando R$ 790 mil em multas para os infratores.

Segundo o IAT, os trabalhos de fiscalização ocorreram na última semana, entre os dias 27 e 31/07, e contaram com o apoio de 16 técnicos dos escritórios regionais do instituto e de aeronave do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA).

As áreas inspecionadas foram selecionadas com bases em denúncias da população de crimes ambientes e de ferramentas com imagens via satélite que auxiliam na fiscalização do órgão ambiental.

Ainda de acordo com o órgão, o que mais chamou a atenção dos fiscais durante a fiscalização foi a quantidade de empreendimentos e lotes construídos sem autorização ambiental.

O litoral paranaense concentra mais de 50% da vegetação nativa do estado e abriga a Grande Reserva Mata Atlântica, o maior remanescente contínuo desse bioma e que engloba também Santa Catarina e São Paulo.

A chefe regional do IAT em Paranaguá, Rosangela Maria Costa Frega, afirma que a fiscalização foi relevante para coibir a degradação da rica fauna existente na região. “A floresta de Mata Atlântica fica na estreita faixa do Litoral do Paraná e compreende o trecho mais preservado de toda a costa brasileira. Ela abriga uma parcela significativa de diversidade biológica, com espécies que só vivem nesta região. Proteger e conservar a floresta de Mata Atlântica, por sua importância, é necessária e urgente”, disse.

Escreva um comentário