Na manhã desta terça-feira (3), uma associação criminosa envolvida em golpes está na mira da PCPR (Polícia Civil do Paraná), que deve cumprir cinco mandados de prisão e sete de busca e apreensão em Curitiba, Fazenda Rio Grande, Ponta Grossa e Matinhos.

Os integrantes aplicavam golpes a partir de uma oficina mecânica responsável pela recuperação de airbags e carros batidos. As vítimas seriam investidores e obteriam um retorno de 20% ao mês sobre o capital investido.

Além disso, a associação criminosa realizava “venda” de veículos, que nunca eram entregues. As vítimas também chegavam a dar um valor além do investimento, com o intuito de trocar pelo dinheiro não recebido.

Aproximadamente, segundo à polícia, 100 vítimas foram enganadas gerando um prejuízo estimado em R$ 5 milhões. A PCPR também está cumprindo bloqueios em seis contas bancárias.

Escreva um comentário