Redação – Paraná Portal
Foto: Hully Paiva/SMCS (arquivo)

Prefeitura paralisa atividades de 11 estabelecimentos em Curitiba

As equipes da prefeitura de Curitiba responsáveis por fiscalizar as normas sanitárias em meio à pandemia de covid-19 paralisaram as atividades de 11 estabelecimentos neste final de semana. No total, 16 locais foram vistoriados entre sexta-feira (19/2) e domingo (21/2) nos bairros Centro, São Francisco, Parolin, Rebouças, Alto da XV, Batel, Bigorrilho, Boqueirão e Jardim Social.

Ainda durante o fim de semana, a Guarda Municipal voltou a dispersar aglomerações que reuniram centenas de pessoas na Praça do Gaúcho, Rua Itupava, no Shopping Hauer e Largo da Ordem.

Segundo a prefeitura, as infrações mais frequentes continuam sendo a de atividades que estão suspensas, como o funcionamento de bar, realização de eventos, aglomeração e funcionamento após o horário permitido. Uma das principais irregularidades é o uso de narguilé, proibido em espaços públicos fechados ou abertos, como praças, parques e bares.

Ao longo da semana passada, foram 100 vistorias, que resultaram na paralisação de 24 estabelecimentos. Além disso, foram feitos 35 autos de infração lavrados que somados chegam a R$ 356.100 em multas.

ESTABELECIMENTOS NO BATEL E PAROLIN SÃO MULTADOS PELA PREFEITURA DE CURITIBA

Entre os estabelecimentos autuados está um restaurante e casa de eventos no Batel, que somou R$ 70 mil em multas com três autos de infração lavrados: por promover evento, desenvolver atividade fora do horário, aglomeração, além de notificação para apresentar defesa quanto à proposta de cassação do alvará.

No Parolin, um bar, tabacaria e restaurante teve as atividades interrompidas e recebeu 34 autos de infração pela prática de atividade de bar, consumo de narguilé e funcionamento fora do horário permitido. Foram R$ 25 mil em multas.

As incursões aconteceram durante Ações Integradas de Fiscalizações Urbanas (Aifus), realizadas em parceria com o governo do Paraná.

Desde o início da vigência da Lei 15.799/2021, em 5 de janeiro, foram vistoriados 414 estabelecimentos durante Aifus dos quais 166 tiveram as atividades paralisadas e 250 autos de infração foram lavrados somando R$ 3.194.100,00 em multas.

Escreva um comentário