Redação – Paraná Portal
Foto: Reprodução

Após determinação da Justiça, Leonardo Luiz da Silva Facio, suspeito de importunar sexualmente mulheres em Ibiporã, na região norte do Paraná, ganhou liberdade e será monitorando através de tornozeleira eletrônica.

Também foi determinado que Facio não pode se ausentar de casa nos fins de semana, feriados e no período noturno. A decisão, que foi assinada pela juíza Kléia Bortolotti, da Vara Criminal de Ibiporã, estipulou um prazo de 90 dias para o uso do equipamento.

Depois de três meses, caso a Justiça entenda que não é preciso renovar o uso, o jovem, de 22 anos, pode retirar a tornozeleira eletrônica.

“Ele está sendo monitorado, a partir daí temos maior controle dele para a prática desses crimes. Agora, nosso trabalho é identificar outras vítimas, muitas delas não fizeram boletim de ocorrência pelo constrangimento e acaba dificultando o trabalho de localização”, afirmou o delegado Vitor Dutra, que investiga os casos de importunação sexual em Ibiporã.

Ontem, mais uma vítima realizou uma denúncia. Ao todo, nove mulheres relatam que foram vítimas de um motociclista que passou a mão em seus corpos no meio da rua.

Leonardo Luiz da Silva Facio é casado, reside na cidade de Jataizinho e trabalha em Ibiporã. Ele cometia os crimes no caminho de casa para o trabalho ou no horário de almoço, segundo investigações.

Para cometer os crimes, ele usava uma motocicleta rosa com branco marrom, que está registrada no nome da sogra. O modus operandi era o mesmo: passava de moto ao lado de mulheres e apalpava o corpo das vítimas.De acordo com a PCPR (Polícia Civil do Paraná), a investigação deve ser concluída na próxima semana. “Teremos mais provas, câmeras, imagens, que vinculem essa motocicleta à pessoa dele para ver se os fatos foram realmente cometidos por ele. Por isso essa demora, para que a gente tenha cautela em juntar as provas necessárias”, explicou Dutra.

IMPORTUNAÇÃO SEXUAL EM IBIPORÃ

jovem só foi identificado e preso depois do caso registrado na última sexta-feira (8), quando uma câmera de segurança flagrou a importunação sexual: duas mulheres andavam em uma rua de Ibiporã quando uma motocicleta se aproximou e o piloto ergueu o vestido da vítima e apalpou seu corpo.Por sorte, uma das jovens conseguiu anotar a placa e repassou para à polícia. Horas depois, ele foi identificado e preso em flagrante. No mesmo dia, ele havia cometido outra importunação sexual.

Assista abaixo o flagra de importunação sexual em Ibiporã!

https://player.mais.uol.com.br/?mediaId=16980234&type=video

*Com informações do portal parceiro Tarobá News

Escreva um comentário